Novidades da Aperam

Isolamento social | Costurando uma nova rotina e adotando bons hábitos

Série Solidariedade Inoxidável mostra nesta semana personagens que utilizam a arte da costura para ajudar o próximo 

Oferecer o talento, o tempo e a força de trabalho é uma forma das pessoas tornarem a solidariedade inoxidável. Neste momento de isolamento social, muitos voluntários do projeto Aperam Bem Maior têm se dedicando a ajudar ao próximo por meio do feitio de máscaras de proteção ao coronavírus. Hoje, data em que se comemora o Dia da Costureira (25), a série que relata por meio de vídeos as histórias de quem atua no combate ao novo coronavírus. 

As narrativas trazem casos sobre como,  por meio da costura, pessoas vêm se reinventando em sua rotina em favor da proteção do outro, o que reflete positivamente na saúde coletiva. 

Entre esse grupo, está a analista de qualidade, Élcia Barroso, que completou 30 anos de Aperam e percebeu que sempre há novos aprendizados pela frente. Em home office, devido ao coronavírus, ela encontrou na costura uma forma de fazer a diferença para quem mais precisa. “Estou atuando como voluntária na confecção de máscaras. Pra mim é gratificante saber que esse item que estou confeccionando vai ser doado para uma pessoa que está precisando, como os profissionais da saúde que estão na linha de frente de combate à pandemia”, comenta.  

Assim como Élcia, muitos estão se voluntariando e dedicando seus talentos e tempo livre em prol da solidariedade. Herika Neiva é coordenadora do Projeto Na Boca do Povo que, com o auxílio da Aperam, está produzindo e fornecendo máscaras gratuitamente a quem mais precisa na cidade de Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha. “Realizamos esse projeto com a nobre missão de colaborar com o próximo.  Essas máscaras estão sendo disponibilizadas aos profissionais de saúde, mas temos a intenção de realizar a doação para toda população, como os feirantes e pessoas de menor poder aquisitivo”, enumera. 

De acordo com a coordenadora de projetos da Fundação Aperam Acesita, Flávia Souza, quase 30 mil máscaras já foram distribuídas para a população do Vale do Aço e Vale do Jequitinhonha. “É por meio do trabalho destas costureiras que a ajuda ao próximo está se tornando possível. Hoje, agradecemos todos os esforços e o carinho que estão colocando em cada peça produzida. Sem dúvidas estão fazendo toda a diferença neste momento”, destaca. 

Para acompanhar a série Solidariedade Inoxidável basta seguir as redes  da Aperam: Facebook, Instagram, LinkedIn e Youtube @aperamnobrasil 

Sobre o Aperam Bem Maior

Criado pela Aperam, juntamente com a Fundação Aperam Acesita, o projeto atua em frentes distintas, contribuindo com a arrecadação de recursos para ajudar no atendimento das necessidades emergenciais da comunidade, ações voluntárias, geração e disponibilização de conteúdo cultural para o público e outras açõ internas que motivem a solidariedade. Neste momento, os esforços serão direcionados ao atendimento de instituições de saúde, sociais, e até mesmo de empregados da empresa e seus familiares. O objetivo é criar regionalmente uma corrente do bem, buscando formas para amenizar os impactos provocados pelo coronavírus (Covid-s 19), estimulando internamente os empregados, assim como outros membros da comunidade, a contribuir com aquilo que estiver ao seu alcance.

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin