fbpx

Novidades da Aperam

Aperam doa mais de R$ 1 milhão para viabilizar leitos de UTI para Covid-19 em Timóteo.

Vale do Aço é uma das regiões mais atingidas no estado e o município não possui, no momento, nenhum leito de UTI disponível para pacientes em estado grave

O avanço da Covid-19 em Minas Gerais vem impactando fortemente o interior do estado. No Vale do Aço, que é uma das regiões mais afetadas pela pandemia, uma parceria entre a prefeitura de Timóteo e a Aperam irá viabilizar a operação de 10 leitos de UTI no Hospital e Maternidade Vital Brazil. A empresa irá doar R$ 1.165.653 ao Município para que os leitos de UTI Neonatal do Hospital, que estão inativos, sejam transformados em UTIs dedicadas ao tratamento de Covid-19 na cidade.

A gestão e operacionalização dos leitos será realizada pelo próprio Município por meio de uma instituição terceirizada, que está em fase de definição. A prefeitura tem um prazo de até 30 dias para viabilizar o funcionamento dos leitos. O montante será acessado pelo poder público mediante prestação de contas dos equipamentos e serviços necessários para o funcionamento dos leitos.

Nos últimos meses a Aperam vem investindo em uma série de ações, através do projeto Aperam Bem Maior, para minimizar os impactos da Covid-19 nas regiões onde atua, entre elas o Vale do Aço. Para o presidente da empresa, Frederico Ayres Lima, a contribuição para viabilização dos leitos é mais um importante passo nessa jornada de combate ao vírus que foi abraçada pela Aperam nos últimos meses. “No atual cenário esses leitos são ainda mais fundamentais para amparar os pacientes com quadros de maior complexidade e ficamos satisfeitos em poder contribuir de forma direta para ampliar esse acesso da população de Timóteo a um tratamento adequado” ressalta Frederico.

De acordo com os dados mais recentes divulgados, a região do Vale do Aço tem mais de 2.300 casos confirmados e 54 óbitos. O município de Timóteo contabiliza mais de 180 casos confirmados do vírus e quatro mortes. A cidade possui atualmente apenas um leito de UTI destinado a pacientes de coronavírus e o mesmo está ocupado, com isso pacientes mais graves vêm sendo direcionados a outros municípios da região.

Sobre o caso

O processo sobre a operacionalização dos leitos para Covid-19 em Timóteo tramitava na justiça desde o mês de abril.

Nesse ínterim, representantes do Município  buscaram apoio da Aperam para viabilizar a operação e manter os equipamentos na cidade, uma vez que o próprio Município de Timóteo apresenta carência de leitos para enfrentamento de casos mais complexos do vírus.

Durante todo o processo a empresa foi favorável à doação  solicitada pela prefeitura, mobilizando esforços e recursos para salvar vidas e manter no Município a infraestrutura atual, que estava inativa. 

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu