Novidades da Aperam

O caminho da energia verde

07/03/2017

Transformadores da Itaipu que utilizam óleo vegetal se diferenciam pela cor verde e o carimbo ‘ecológico’ – Foto: Divulgação

Desde fevereiro, a nova marca de aços elétricos de grão orientado da Aperam South America, a GoCore, proporciona aos clientes desse segmento inúmeras vantagens, como a possibilidade de construir transformadores de energia menores, mais eficientes e capazes de emitir menos ruídos.

Na busca por produzir equipamentos cada vez mais sustentáveis, as indústrias desenvolvem pesquisas em diversas frentes. Uma delas é a substituição do óleo mineral por óleo vegetal – o material é utilizado como isolante elétrico dos transformadores.

As vantagens são inúmeras. Derivado da soja, o óleo vegetal é atóxico e 100% biodegradável. Como seu ponto de combustão está na casa dos 360 graus, é uma opção mais segura que o óleo mineral, que tem ponto de combustão de 170 graus. O óleo vegetal aumenta a capacidade térmica do transformador, o que amplia sua vida útil. A mera substituição do óleo mineral pelo vegetal garante que o transformador possa ser carregado em até 20% a mais, com um aumento de custo que não ultrapassa os 10%.

“Somos parte de uma cadeia de negócios que está incorporando de modo acelerado processos e materiais que proporcionem ganhos ambientais. Trata-se de uma tendência mundial”, comenta Erli Júnior, analista de Negócios da Aperam.

Pioneirismo

Na Indústria de Transformadores Itaipu Ltda, com sede em Itápolis, no interior de São Paulo, cerca de 35% dos equipamentos fabricados já empregam o óleo vegetal como isolante térmico.

“Fornecemos os transformadores ‘verdes’ para o Grupo CPFL, que foi a primeira concessionária do Brasil a optar pelo produto e já o utiliza em toda a área sob sua responsabilidade no Estado de São Paulo, além de um terço da área que administra no Rio Grande do Sul”, comenta o diretor geral da Itaipu, Luiz Roberto Franchini.

Compartilhar: