Novidades da Aperam

Inox nos trilhos – Aperam fornece aço inox para vagões ferroviários

Principal ganho do uso do inox é a durabilidade

Principal ganho do uso do inox é a durabilidade

A maioria dos vagões que circulam nas ferrovias brasileiras são produzidos com aço carbono e resistem, em média, até seis anos. A baixa durabilidade se explica pelo desgaste natural provocado pelo processo de carga e descarga. Em casos como do transporte de minério de ferro há ainda a corrosão causada pela umidade presente no produto. Nesse contexto, o inox se apresenta como ótima opção.

Aperam South America já fornece aço inoxidável K03 para aplicações em composições ferroviárias utilizadas pela mineração. O principal ganho é a durabilidade, as estruturas chegam a durar mais de 40 anos, além de apresentarem peso menor do que os modelos de carbono. Cada vagão feito a partir do inox consome de três a quatro toneladas do aço.

Um dos desafios recentes é difundir junto ao mercado as vantagens da adoção do inox em toda a cadeia produtiva. “Nos processos que envolvem água, é sempre possível pensar em melhoraria de desempenho com o uso do aço inox. No caso do minério de ferro, além dos vagões, temos bons indicadores da aplicação do produto em misturadores, balanças de matérias-primas e sistemas de lavagem”, conclui Willian Labiapari, pesquisador do Centro de Pesquisas da Aperam.

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.