Novidades da Aperam

Cada centavo conta

05/10/2016

Em 1967, quando as primeiras moedas de aço inox foram criadas, o dinheiro em circulação no Brasil era o Cruzeiro Novo. Naquele momento, somente as unidades de um, dois e cinco centavos eram fabricadas com o material. Ao longo dos anos, o inox conquistou espaço no segmento até tornar-se o único produto utilizado para a fabricação das moedas de Cruzeiro Real (1993, a 1994) e da primeira família do Real (1994 a 1997).

O fornecimento da Aperam para o setor teve início na década de 1970 e ainda hoje o inox ferrítico 430 produzido pela Empresa está presente nas unidades de R$1,00 e R$0,50, feitas pela Casa da Moeda. “As quatro décadas de fornecimento para o setor atestam a qualidade do aço inox da Aperam, que também já passou a ser exportado com essa finalidade e está presente em moedas de outros países”, detalha Davi Guerra Nieto, analista de Negócios da Aperam.

Especiais

Desde 1994, o inox participa das edições comemorativas de moedas produzidas no Brasil. Uma das mais badaladas celebra os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Além de opções de R$ 10, feitas de ouro, e de R$ 5, fabricadas em prata, moedas de R$ 1 foram produzidas em inox e aço revestido de bronze e vendidas por R$ 13 pelo Banco do Brasil. Para quem não adquiriu a sua, a má notícia é que a lembrança dos Jogos do Rio já está esgotada. Os colecionadores que não garantiram seu exemplar encontram ofertas por até R$ 100 na internet.

Acesse www.bcb.gov.br e saiba mais sobre a história das moedas no país.

Compartilhar: