Revista Espaço

Por uma vida mais doce

Peça teatral ajuda a Aperam BioEnergia a narrar a importância da silvicultura de eucalipto para o desenvolvimento do Alto Jequitinhonha

Um casal diante de uma difícil decisão: abandonar a região onde vive em busca de uma vida melhor em terras mais promissoras. A cansativa viagem por paisagens inférteis e já quase sem vida é recompensada quando eles encontram o lugar dos sonhos. A narrativa que poderia parecer dramática, é, na verdade, retratada na comédia “De favo em favo, por todo o Vale”, encenada pelo Grupo Pró-Riso, de Capelinha, no Alto do Jequitinhonha. Nela, os atores interpretam um divertido casal de abelhas que, através das suas peripécias e trapalhadas, leva o público a descobrir a riqueza que o eucalipto representa para a região.

A analista técnico da Aperam BioEnergia, Regisllainy Cobucci Pena, explica que a montagem do espetáculo foi uma forma encontrada pela Empresa para tornar mais acessíveis temas importantes relacionados à prática da silvicultura do eucalipto, como uso da água, prevenção de incêndios, preservação ambiental, apicultura e desenvolvimento sustentável. “A mensagem é passada de forma direta, leve e divertida. Funciona melhor do que uma apresentação técnica”, afirma.

O espetáculo, concebido pelo Grupo Pró-Riso, contou com a contribuição da Aperam BioEnergia e da Fundação Aperam Acesita. “Trabalhamos em conjunto, numa construção coletiva de todo o conteúdo”, destaca Regisllainy. A peça foi apresentada, inicialmente, para o público interno, em setembro, nas comemorações pelo Dia da Árvore e, em breve, será levada a outras plateias. “Nos preocupamos em fazer uma montagem simples, com poucos elementos, com foco maior na mensagem, para que pudesse ser encenada em espaços distintos e chegasse às comunidades”, acrescenta.

O Grupo Pró-Riso já é parceiro da Aperam BioEnergia em outras montagens, como a apresentação do Balanço Social em forma de literatura de cordel e de temáticas relacionadas à saúde e à segurança. A diretora Fátima Pimenta afirma que o trabalho com a Empresa é gratificante e tem possibilitado ao grupo manter-se ativo há oito anos. “Temos tido a oportunidade de levar nossa arte para as pessoas, através de mensagens positivas e que ajudam na compreensão de temas relevantes para todos nós”, destaca.

Apresentação feita em setembro para os empregados da BioEnergia, em celebração ao Dia da Árvore

Compartilhar: