Revista Espaço

“Eu quero ser um rockstar!”

Interesse pela música uniu empregados da PLI, que formaram duas bandas com agenda de apresentações em eventos da Empresa

Existe algum ingrediente na gerência de Laminação e Acabamento de Inox que despertou o gosto e a habilidade musical de um grupo de empregados. Por lá, duas bandas foram formadas em 2015 e tiveram a oportunidade de se apresentar nas festas de fim de ano da Aperam. Batizadas com o mesmo nome – 430 – elas têm no repertório apresentado o principal diferencial: enquanto uma toca rock, a outra dedica suas performances à música gospel. Saiba mais sobre elas:

Letra e música

O operador de retífica Natanael Lourenço Souza Jú- nior, tecladista do segundo grupo da área, conta que religião e música foram os elementos que uniram os oito integrantes². “Frequentamos diferentes igrejas evangélicas na região e tínhamos o desejo de tocar música gospel. É um modo de levarmos uma mensagem de amor e alegria para nossos colegas e familiares”, explica.

Para as apresentações que fizeram em 2015, também nas festas de fim de ano da área, bastaram alguns ensaios para o grupo ficar afinado. A chegada foi tímida, mas o reconhecimento do público fez com que eles logo tomassem conta do palco. “Na primeira festa, tocamos apenas duas músicas. O pessoal gostou e passamos para quatro na segunda apresentação. Da terceira em diante, já fizemos shows completos, com uma hora de duração”, orgulha-se Natanael, que já ensaia com os colegas para, mais uma vez, fazer bonito nas festas deste ano. Ainda integram a banda: Rafael Aredes (violão), Gabriel Correia (guitarra), Carlos Junior (bateria), Daniel Monteiro (baixo), Cleiton Santos (percussão e cavaquinho), Marcelo Pereira (vocal), Fabiano Carvalho (vocal).

Mensagens de amor e alegria predominam no repertório da banda gospel da área


Superstars

Criada por sugestão de Fernando Cláudio de Oliveira, atual gerente da área e que faz também o papel de tecladista no grupo, a banda de rock é formada por seis empregados. Entre eles está o assistente técnico José Carlos Batista, que se reencontrou com a música após mais de dez anos de afastamento. “Estou vivendo um sonho. Não esperava ter a oportunidade de retomar a habilidade e o prazer da música”, comenta o violeiro.

Além dele e de Fernando, também embarcaram na aventura Gustavo Salles, responsável pelos vocais; Marco Túlio Fernandes, guitarrista; Luã Felipe do Nascimento, à frente da bateria; e Caio da Silva Castro, no contrabaixo. Todos colegas de trabalho que atuam em postos próximos na Usina de Timóteo. “No início, ficamos receosos. Mas, fazendo uma analogia com o nosso trabalho, costumo dizer que a banda ‘deu liga!’”, diverte-se Batista.

Deu tão certo que, após as primeiras apresentações, eles gravaram um videoclipe e até se candidataram para participar do programa ‘Superstar’, da TV Globo. Não entraram dessa vez, mas uma nova inscrição está nos planos do grupo. “Já estamos ensaiando um novo repertório e esperamos, em breve, poder gravar mais um clipe”, planeja o porta-voz do grupo.

Clipe no Youtube e inscrição em reality show: banda de rock da PLI leva a música a sério

 

Compartilhar: