Revista Espaço

A número 1 da siderurgia

Aperam é eleita por publicação especializada como a melhor da siderurgia do Brasil em ambiente de trabalho; o modelo de gestão da equipe e o relacionamento com a comunidade estão entre os pontos fortes destacados pelo levantamento

Quase quinze anos se passaram, mas Leonardo de Souza Marcelino, atual supervisor da Laminação a Frio de Aços Elétricos, lembra exatamente o que o atraiu quando teve a oportunidade de ingressar na Aperam, em 2002. Ele já havia atuado como estagiário na empresa, em 2001, mas não havia sido efetivado após o término do contrato. “O tempo como estagiário foi mais do que suficiente para que eu conhecesse a essência da Aperam e percebesse os benefícios de trabalhar aqui. Temos um ambiente extremamente acolhedor e acesso a oportunidades. Sinto que faço a diferença para a empresa e essa é uma relação mútua”, assegura.

No último dia 3 de outubro, o profissional vivenciou uma experiência inesquecível, como ele mesmo a descreve: na companhia do presidente da Aperam, Frederico Ayres Lima, e de colegas da empresa, foi escolhido para participar da cerimônia de premiação do Guia ‘As 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar 2016’ (Elaborada anualmente pela revista Você S/A, em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA), a pesquisa se baseia em metodologia específica para identificar as empresas do Brasil que possuem as melhores condições de trabalho, oportunidades de carreira e que investem em seus talentos.), em São Paulo, representando os mais de 2.300 empregados da Aperam no Brasil. Após sete anos consecutivos listada pela publicação entre as melhores empresas do Brasil, a Aperam South America chegou ao topo do ranking este ano e foi anunciada como a melhor opção de trabalho do setor siderúrgico no Brasil.


Panorama

Ao todo, 345 empresas, de diferentes setores, inscreveram-se para a edição 2016 do Guia. Duzentas foram pré-classificadas e receberam visitas de jornalistas especializados, que entrevistaram empregados dos níveis operacional e gerencial.


Resultado de anos de trabalho

Para a analista de Recursos Humanos Many Maria Moreira, os fatores que levaram à conquista podem ser facilmente percebidos na rotina de trabalho. O modelo de gestão comprometido com a segurança, a proximidade entre os empregados e a liderança pelo exemplo são alguns dos pontos fortes destacados por ela. “O cuidado da Aperam com os empregados, seus programas de crescimento interno e desenvolvimento de carreira já estão há muito tempo na rotina. O que fizemos foi realçar e torná-los mais fortes ao longo do último ano, o que certamente colaborou para o alcance desse resultado”, comenta.

A conquista foi ao encontro de uma meta proposta pelo próprio presidente na divulgação do resultado da Pesquisa de Clima de 2015. Naquele momento, a Empresa alcançou o percentual de 82% de aprovação dos empregados em relação à Visão da Empresa e 85% no que se refere à Visão da Área, números que apontavam para a possibilidade de a Aperam se tornar a melhor da siderurgia no ciclo que se seguiria. “As ferramentas para chegarmos lá e alcançarmos os melhores resultados estão em nossas mãos. Eu quero o primeiro lugar. E você?”, estimulou o presidente naquele momento.

“Desde a primeira participação, em 2010, a Aperam acreditava em suas boas práticas e, justamente por isso, decidiu ir em busca desse reconhecimento. A conquista tem impactos positivos em nossa imagem perante o mercado, a comunidade e também junto ao público interno, que se orgulha da Empresa”, conclui Many Moreira.


Celebração em equipe

No dia seguinte à premiação, o presidente Frederico Ayres Lima fez questão de anunciar a conquista pessoalmente para a equipe de Timóteo. O encontro ocorreu em um dos Centros de Convivência da Usina, que havia sido recentemente inaugurado, onde um clima de festa tomou conta do horário do almoço. Para o escritório de Belo Horizonte, a notícia chegou por videochamada. “Tínhamos essa conquista como uma meta para 2016. Chegou a hora de celebrar!”, afirmou. A comemoração se estendeu pelas semanas seguintes, quando os empregados das unidades de Timóteo, Belo Horizonte e São Paulo puderam tirar fotos com o troféu para compartilhar em suas redes sociais.


Espaço de convivência

Os novos espaços de Convivência da Usina, inaugurados em setembro pelo presidente Frederico Ayres Lima, são mais uma conquista dos empregados manifestada na Pesquisa de Clima e também por intermédio da Cipa. Os espaços foram equipados com mobiliário novo para sinuca, tênis de mesa, totó e jogos de cartas, Tv por assinatura, áreas especiais para leitura e conexão wi-fi, para uso de internet. Com um custo de R$ 389 mil reais, as obras envolveram 25 pessoas. Quem utiliza o Centro de Convivência próximo ao restaurante Central conta agora com 290 metros quadrados para o descanso e o lazer; já os usuários do Regional 1 tem à disposição 110 metros quadrados de espaço para colocar a prosa com os colegas em dia.

Compartilhar: