Revista Espaço

Trilha do conhecimento

Oikós é referência para educação e lazer na região

12

Em funcionamento há pouco mais de duas décadas, o Centro de Educação Ambiental Oikós tem contribuído para que a comunidade do Vale do Aço possa desfrutar de conhecimento e lazer.

Salas de aula, equipamentos alternativos de aprendizagem e trilhas ecológicas pela Mata Atlântica são alguns dos atrativos que atendem a um público anual de mais de 10 mil visitantes. Além de servir como espaço de contemplação e contato com a natureza, o Oikós tem potencial pedagógico multidisciplinar. “Não são apenas os conhecimentos de biologia e geografia a serem explorados; as atividades no centro podem orientar a construção de um cidadão mais conectado ao meio em que vive”, observa Juliana Jácome, coordenadora de projetos da Fundação.

Na Escola Estadual Getúlio Vargas, a diretora Kátia Freitas concorda com essa ideia. Em 2015, a instituição participou das visitas monitoradas no Oikós, levando 140 crianças com idades entre seis e dez anos. “Não é toda cidade que tem um local como esse. Um espaço rico que nos auxilia a orientar os adultos do futuro a conviverem de forma sustentável”, afirma.

Em 2015, idosos visitaram o local por meio do projeto “Faculdade com a melhor idade”, criado pela Faculdade Única e executado por estudantes de psicologia e fonoaudiologia. “Unimos acesso à informação e lazer. A proposta do projeto é favorecer o envelhecimento ativo e participativo; e o Oikós proporcionou a abordagem de temas como lixo, reciclagem e meio ambiente”, explica Luciana Ulhôa, coordenadora do núcleo de extensão.

pag12_oikos_elvira-nascimento-2

Oikós recebe 10 mil pessoas por ano

Compartilhar: