Revista Espaço

Segurança que vem do alto

Aperam adota o uso de drone para inspeção de telhados, eliminando os riscos do trabalho em altura

Tecnologia já difundida na Europa, onde as leis que regulamentam seu uso estão bem consolidadas, o drone  (O drone é um veículo aéreo não tripulado e controlado remotamente. Também pode ser chamado de VANT – Veículo Aéreo Não Tripulado, ou VARP – Veículo Aéreo Remotamente Pilotado.) começou a ser empregado – ainda em fase experimental – nas atividades de inspeção de telhados industriais na Usina de Timóteo. “O objetivo é que em breve essa atividade passe a ser feita de forma a não expor nossos empregados aos riscos dos trabalhos em altura”, destaca o gerente Eric Bardet, da área de Infraestrutura.

pag13_drone1-1

O drone está em teste e poderá ser usado em diversas atividades na Usina

De olho nas vantagens que o dispositivo oferece, a Gerência de Automação e Otimização de Processos foi desafiada a encontrar formas de utilizar o equipamento na Usina. “O drone não é um brinquedo, seu uso envolve riscos. Identificamos o modelo mais adequado às nossas necessidades e buscamos informações sobre a legislação, antes de adquirirmos o dispositivo”, conta o assistente técnico, Alexandre Tavares.

Para a inspeção de telhados, haverá ganhos também na redução de custos, pois não é preciso investir na montagem de andaimes. Além disso, o trabalho é mais ágil e prático. “A análise criteriosa e detalhada das imagens e as fotos capturadas em ultradefinição permitem que a manutenção seja mais assertiva”, acrescenta.

O equipamento custou R$ 15 mil e também poderá ser usado na inspeção de chaminés e galpões, linhas de alta tensão, detecções de vazamentos de fluidos e até para mensurar a massa das pilhas de minério, no pátio. Mas primeiro é preciso aprender a manusear bem o equipamento. “Somos autodidatas. Nossa equipe é muito interessada e curiosa. Vamos fazer um curso de operação de drones em áreas industriais para formalizar esse conhecimento”, destaca Ivana Silva, gerente da área de Automação e Otimização de Processos.

pag13_drone1-2

Alexandre e Tiago aprendem, na prática, a manusear o equipamento

Compartilhar: