Revista Espaço

Um acordo em que todos ganham

Acordo Coletivo e PLR beneficiam os empregados da Aperam

Transparência. De acordo com o gerente executivo de Relações Trabalhistas, Desenvolvimento, Remuneração e Benefícios da Aperam Timóteo, José Anísio Cabral, essa foi a palavra-chave da negociação do novo acordo coletivo entre empregados e Empresa. “Quando as negociações transcorrem em um ambiente de respeito e tranquilidade, o resultado é bom para todos os envolvidos”, afirma José Anísio.

A negociação, que teve início em outubro, definiu a renovação do acordo coletivo, mantendo benefícios importantes para os empregados, muitos deles estendidos aos seus familiares. Entre eles, o programa de assistência à saúde, pagamento de retorno de férias, alimentação balanceada nos restaurantes da Usina, adicional de hora extra de 100%, acima do que a lei determina, e adicional noturno de 50%, superior aos 20% previstos na CLT. “O acordo traz benefícios para todas as partes. O bem-estar dos empregados e suas famílias favorece o diálogo e a construção de um bom relacionamento entre Empresa e Sindicato, e garante a sustentabilidade e a continuidade do negócio”, ressalta José Anísio.

“Percebemos uma evolução na relação entre Empresa e Sindicato e uma negociação bem conduzida. Isso traz benefícios para nós que temos o acordo definido com antecedência e recebemos um dinheiro extra no final de ano, época de muitas despesas”, relata Paulo César Gonçalves, supervisor de Alto-Forno da Redução.

14

“No momento certo”, Róbson Lourenço comemora a remuneração extra

No momento certo

O acordo também definiu as bases de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) da Aperam South America. “Cada empregado recebeu, em média, o equivalente a 3,2 salários, incluindo o Plano de Metas por Equipe (PME). Em alguns casos, o valor chegou a representar até cinco salários”, destaca José Anísio.

Os valores da PLR são negociados entre a Empresa e os representantes dos trabalhadores, levando em consideração os resultados financeiros da companhia e a rentabilidade do negócio. O valor do PME, que também integra a PLR, é calculado a partir de indicadores de desempenho de todas as equipes, como saúde e segurança, metas de produção e cumprimento do orçamento. Para o operador de ponte rolante do forno elétrico da Redução, Róbson Lourenço, a participação nos resultados é uma forma da Empresa reconhecer e valorizar o trabalho realizado pelos empregados durante o ano: “É um ótimo benefício”, comemora, principalmente porque a remuneração extra chegou em boa hora. “Foi uma ótima oportunidade de juntar um pouco mais de dinheiro e realizar alguns desejos e necessidades que estavam paradas ou ainda apenas no campo dos sonhos”, afirma.

Compartilhar: