Revista Espaço

Coligadas e integradas

Plataforma SAP unifica ambientes de gestão da planta de Timóteo, centros de serviços e fábricas de tubos

As unidades brasileiras de Serviços e Tubos e a planta industrial da Aperam já operam com uma plataforma de gestão unificada, resultado do desenvolvimento do Projeto Integrar.

Cerca de 70 pessoas, entre profissionais de equipe técnica da ArcelorMittal Sistemas e usuários-chave da Aperam South America e ArcelorMittal Brasil, estiveram envolvidos na implantação do projeto desde julho de 2010. O trabalho aliado ao esforço e dedicação dos envolvidos teve resultados: planejamento seguido à risca e sucesso de implantação, que não registrou nenhum problema de funcionamento do SAP. “O projeto superou as expectativas. Não houve qualquer paralisação ou descumprimento nos compromissos com fornecedores e as programações e apontamentos de produção foram feitas normalmente”, destaca Eduardo Carvalho, gerente de TI da Aperam Stainless Services & Solutions Brazil.

Cadeia integrada

O nome já deixa claro o objetivo do projeto, que acomodará em uma mesma plataforma os processos de finanças, vendas, produção, materiais, RH, custos, qualidade e informações gerenciais. Antes, eles operavam em sistemas separados. “Os três elos que formam a cadeia produtiva da Aperam – indústria, serviços e fábricas de tubos – agora estão reunidos em um ambiente só, proporcionando mais agilidade e qualidade aos nossos serviços”, afirma o sponsor do Projeto, David Veysset, diretor Financeiro da Aperam South America. “Teremos acesso a dados mais confiáveis e maior facilidade para responder às expectativas dos empregados. Como já temos o SAP na indústria desde 2005, e percebemos os avanços obtidos, esperamos que o mesmo ocorra nessas novas unidades”, completa.


10“O Integrar trará a uniformização dos processos e das informações, melhorando a qualidade de gestão e permitindo aos gestores a tomada de decisões mais rápidas e eficazes. Tudo isso, a partir de uma maior confiabilidade das consolidações financeiras e contábeis, de vendas, dos estoques e da produção, bem como acompanhamento mais adequado dos custos”, avalia Jânio Carlos Gomes de Oliveira, arquiteto de Processos, Vendas e Logística.

Compartilhar: