Revista Espaço

Visibilidade para a retomada pós-crise

Empresa faz contatos comerciais, gera novos negócios e troca informações e tecnologias no principal evento sucroalcooleiro do país

10

No estande da Empresa, os clientes puderam interagir com uma mídia moderna e especializada

A ArcelorMittal Inox Brasil marcou presença na 18° edição da Feira Internacional da Indústria Sucroalcooleira – a Fenasucro. Entre os dias 31 de agosto e 3 de setembro, o Centro de Eventos Zanini, em Sertãozinho (SP), recebeu cerca de 33 mil visitantes, além da visita do Presidente Lula na abertura do evento.

Analista de Negócios da ArcelorMittal Inox Brasil, Daniela Oliveira esteve na feira e garante que superou todas as expectativas. “A quantidade de visitantes e o número de estandes era impressionante”, relata. Ela representou a Empresa juntamente com uma equipe de oito empregados, composta também por representantes das unidades de Serviços e Tubos.

A Fenasucro 2010 ultrapassou em 10% o volume de transações da edição anterior, totalizando cerca de R$ 2,4 bilhões em negócios. O valor contabiliza tanto transações feitas na feira quanto as que se iniciaram no encontro com possibilidade de finalização em até seis meses.

11

Inox da ArcelorMittal Inox Brasil foi um dos destaques da Fenasucro

Todo esse crescimento é reflexo da recuperação do setor após a crise de 2009. Representantes de empresas fornecedoras de equipamentos, de matéria-prima e usinas tiveram a oportunidade de se reunir num mesmo local para demonstrar e discutir as tendências e novidades. “Essa não é uma feira essencialmente para fechar negócios. Participar desse evento é uma chance de nos mostrar para os possíveis clientes, de discutir e entender o mercado, além de conhecer as inovações do setor e expor nossos novos produtos”, explica Daniela.

Na Fenasucro, a Empresa ainda preparou uma novidade para o mercado. Uma mídia especializada mostrava aos visitantes informações sobre a organização e suas principais soluções para indústria sucroalcooleira. Um conteúdo teve destaque especial: o estudo, denominado TCO (Total Cost of Ownership), comparava a relação custo/benefício entre o uso do aço inox e o uso do aço carbono em vários equipamentos. Nele é possível ver resultados comprovados dos valores do ganho (em produtividade, custo de manutenção etc) da utilização do aço inox em relação a outos produtos. Um dos fatores mais interessantes da ferramenta é que ela é dinâmica, e pode ser utilizada em diferentes tipos de equipamentos dentro de uma usina de açúcar e álcool. O estudo só se tornou possível graças ao envolvimento de profissionais de diferentes áreas da Empresa que contribuíram para construção do material.

Compartilhar: