Revista Espaço

Questão de atitude

Iniciativas provam que não importa a maneira, fundamental é preservar o meio ambiente

17

Compostagem doméstica praticada por Jânio tomou grandes proporções no município

Empregados da ArcelorMittal Inox Brasil estão dando verdadeiros exemplos de consciência ambiental. O analista técnico Jânio Oliveira faz parte do time daqueles que aplicam os conhecimentos adquiridos no trabalho em prol do meio ambiente. Ele faz compostagem do lixo orgânico em casa. O que era um simples hábito, poderá se transformar em projeto para Timóteo. Há mais de dez anos envolvido na área de Meio Ambiente da Empresa, ele levou a experiência para o curso de pós-graduação. “Constatei que a cidade possui poucas iniciativas em relação ao destino de resíduos orgânicos e usei o tema na minha monografia”, conta. Jânio apresentou o trabalho na Semana de Iniciação Científica da Unileste e chamou a atenção de gestores da Prefeitura, que requisitaram um projeto formal de destinação de resíduos orgânicos para o município. “O projeto já foi encaminhado para a secretaria de obras e está em análise, para possível implantação”, afirma.

Ivan Leonel, analista técnico de Manutenção, pensou grande e propôs uma iniciativa para a área de retificação de cilindros da ArcelorMittal Inox Brasil. O processo de retificação libera uma solução aquosa, com resíduos sólidos poluentes, que são incinerados e depois queimados. Em decorrência, a solução precisa ser transportada para uma empresa especializada em São Paulo para ser tratada. “Pesquisei uma alternativa para que a solução fosse tratada em Timóteo. Além de ter um custo elevado, caso o veículo sofresse algum acidente poderia causar danos à natureza”, observa.

18

van desenvolveu um filtro para a área de retificação de cilindros

Foi com esse intuito que ele descobriu um filtro ecológico, que pode ser instalado no equipamento de onde a solução é extraída. O filtro separa o líquido dos resíduos sólidos, permitindo que a queima ocorra na própria planta. A estimativa é de que o investimento no filtro – de R$ 100 mil – se pague em dois anos. “Ações como essa servem de exemplo também para outras empresas instaladas na cidade”, acredita.

José Eduardo dos Santos, técnico de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente da ArcelorMittal Brasil Inox Serviços de São Paulo, conseguiu unir responsabilidade ambiental e cidadania. “Queria muito ajudar uma entidade que fica próxima à minha casa e procurei elaborar uma proposta que fosse social e ambientalmente responsável”, revela. O projeto de horta comunitária está em estudo em uma instituição que trabalha com idosos. Duas ou três vezes por semana, eles se dedicariam a plantar e colher legumes e verduras que seriam aproveitados na própria entidade. “Existe uma área abandonada próxima à instituição que estava se tornando depósito de lixo. Dessa forma, será possível recuperar o espaço e oferecer mais uma atividade aos idosos”, explica.

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.