Revista Espaço

O trabalho não pode parar

Ações propostas para a melhoria na gestão e qualidade de ensino da E. E. Profª Ana Letro Staacks já estão em andamento

25

Troca das janelas, que garantirá ambiente mais iluminado e ventilado, é uma das ações que serão desenvolvidas na escola até o fim do ano

Os planos de ação estão prontos e alguns deles já foram colocados em prática. O trabalho de melhoria na gestão e qualidade de ensino da Escola Estadual Professora Ana Letro Staacks movimentam a instituição. Atividades importantes foram desenvolvidas nos últimos meses.

Com o objetivo de elevar o desempenho acadêmico dos alunos, três estagiários universitários ministram aulas de reforço de português, matemática, ciências, química e física. As disciplinas foram identificadas como as de menor média escolar. Serão oferecidas vinte aulas semanais para cada disciplina. A ação tem o intuito de reduzir em 50% o número de progressões parciais – quando o aluno, mesmo reprovado, muda de série e cursa apenas a disciplina objeto de reprovação –, e de auxiliar aqueles com dificuldades nessas disciplinas.

No ensino médio, as iniciativas buscam dar aos alunos possibilidades de valorização e crescimento pessoal. Um grupo já participa do Programa Miniempresa, no qual aprendem sobre empreendedorismo e visão de mercado.

Estudantes do 3º ano do Ensino Médio ainda participarão do projeto de orientação vocacional e alunos do Ensino Fundamental do projeto Identidade e Cidadania, ambos em parceria com o Unileste-MG.

“Demos início às atividades, mas ainda há muito por vir. Queremos uma escola modelo. Por isso, nossas iniciativas envolvem várias frentes: alunos, professores, funcionários e pais”, ressalta Marilene de Lucca Siqueira, gerente de Educação e Cultura da Fundação ArcelorMittal Acesita.

Infraestrutura

Para melhorar a infraestrutura e o espaço físico da escola, três grupos de CCQ da ArcelorMittal Inox Brasil estiveram no local avaliando as condições do imóvel. Eles apresentarão propostas de melhoria para criar um ambiente que contribua para o bem-estar dos alunos. Além disso, o orçamento para reforma de 100% das janelas também já está pronto. Até agosto, todas serão substituídas, garantindo ventilação e iluminação adequadas às salas de aula.

Também foram identificados os empregados da ArcelorMittal Inox Brasil que têm filhos na escola, dentro da estratégia de fortalecer a relação entre a família e a instituição de ensino. “São cerca de 300, e vamos convidá-los para serem suportes na transformação do ambiente escolar”, observa Marilene. Com o mesmo intuito, já teve início o trabalho de reformulação da Associação de Pais e Mestres (APM), com a revisão do estatuto.

Até o fim do ano, serão colocados em prática projetos para promover a formação continuada dos professores e demais servidores da escola e para melhorar a comunicação – com a criação da homepage, do boletim bimestral e do sistema de gestão à vista.


“Queremos uma escola modelo. Por isso, nossas iniciativas envolvem várias frentes: alunos, professores, funcionários e pais”

Marilene de Lucca Siqueira

Compartilhar: