Revista Espaço

Incentivo ao esporte

Empregados da ArcelorMittal Inox Brasil mostram preparo e determinação na Volta Internacional da Pampulha

18

Volta da Pampulha reúne atletas de profissionais e amadores do Brasil e de outros países

Nem a chuva desanimou os mais de 12 mil atletas que participaram da XI Volta Internacional da Pampulha, no dia 6 de dezembro. Nos 17,8 quilômetros percorridos, a Equipe de Corrida da ArcelorMittal marcou presença, com seis integrantes da ArcelorMittal Inox Brasil. Eles representaram a Empresa com muita garra e todos finalizaram o percurso.

Otacílio Drumond de Assis, da gerência de Manutenção, tem 49 anos e corre há 23 deles. “Essa é a quinta ou sexta vez que faço a Volta da Pampulha. Já participei de duas São Silvestres e de inúmeras corridas. Não sei imaginar a minha vida sem isso. É um compromisso que eu faço comigo mesmo, pela saúde e pelo prazer”, explica.

A saúde também é fundamental para Remo Righi, da gerência de Engenharia de Manutenção, que também disputou a prova. “Comecei a correr há 12 anos. É uma válvula de escape para o estresse. Ajuda a manter a saúde, a perder peso. É muito bom”, sentencia.

19

Otacílio: “É um compromisso que eu faço comigo mesmo, pela saúde e pelo prazer”

Para valorizar essa cultura da saúde e do bem estar na Empresa, na véspera e no dia da prova, foi montado um suporte diferenciado para os corredores no Clube do Ipê, na Pampulha. A iniciativa reuniu empregados de diversas localidades para um momento de integração e preparação. No domingo, antes da prova, os corredores tomaram café da manhã, fizeram alongamento e aquecimento com o apoio de preparadores físicos e receberam massagens – tudo isso no clube.

Integração

Mesmo depois da corrida, os atletas continuaram a receber apoio no Clube do Ipê, com alongamento, massagem e lanche reforçado. Para finalizar, confraternização com churrasco e show musical. “Foi legal. Durante a prova, passamos por pessoas com a camiseta da ArcelorMittal e sempre dizíamos palavras de apoio, para animar”, lembra Remo.

O melhor tempo entre os corredores da ArcelorMittal na categoria masculina foi de José Wanderley Estevam Gomes, empregado da BBA Contagem, com 1h4m33seg, Mônica Consolação Domingues Avelar, dependente do empregado José Luiz Dias Avelar, da ArcelorMittal Monlevade, registrou 1h34m24seg, o melhor entre as mulheres. Ao todo, 150 corredores da ArcelorMittal participaram da prova, sendo 130 empregados e 20 familiares.


A chave do sucesso

  • A corredora mais velha da Equipe ArcelorMittal foi Maria das Graças Bernardino, de 62 anos, viúva de empregado aposentado da ArcelorMittal Tubarão, que fez o tempo de 1h34m42seg – apenas alguns segundos a mais que a melhor colocada da ArcelorMittal na categoria feminina.
  • O corredor mais velho também vem de Tubarão. É Sebastião Luiz Lopes, de 72 anos, aposentado, que não teve o tempo marcado.
  • Dois atletas do Quênia venceram a prova: Nicholas Kirputto Koech, com 52min4, e Pasalia Kipkoech, com 1h00min39, registrando o novo recorde da Volta da Pampulha.
Compartilhar: