Revista Espaço

Vizinha do cliente

Proximidade geográfica com importantes clientes do setor automobilístico é vantagem competitiva da ArcelorMittal Sumaré

2

Wallace Ornellas, gerente da unidade de Sumaré, e Sérgio Bustamante

Posicionada no principal centro de consumo de tubos para aplicação em escapamentos, na região Leste do estado de São Paulo, a ArcelorMittal Sumaré concentrará toda a produção de tubos da Empresa destinada ao segmento automobilístico brasileiro. Os clientes situados em um raio de 150 quilômetros da unidade adquirem quase 80% dos tubos com costura em aço inoxidável e aluminizados para sistemas de exaustão de veículos automotores novos. Situada em Sumaré, a nova planta da ArcelorMittal Inox Brasil Tubos Automotivos utiliza a proximidade geográfica como vantagem competitiva para consolidar sua liderança no mercado nacional.

“Trata-se de um segmento muito exigente, cuja demanda oscila bastante. Além do fornecimento just in time(Processo capaz de responder instantaneamente à demanda, sem necessidade de estoque adicional na expectativa de demanda futura.), essa aproximação nos permitirá reduzir custos operacionais de logística, desenvolver parcerias e pensar o modelo de atuação em conjunto com os clientes”, observa Sérgio Bustamante, diretor da ArcelorMittal Inox Brasil Tubos Automotivos. A entrega just in time é especialmente vantajosa para os clientes, que podem reduzir estoques sem comprometer o ritmo de produção.

Devido a uma forte política pública de incentivo e às facilidades logísticas – sofisticada malha rodoviária, proximidade com Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, e linha ferroviária –, Sumaré é um dos maiores polos industriais de São Paulo. Na região, estão instaladas as empresas Magneti Marelli, Emcon, Tenneco e Faurecia, importantes clientes da ArcelorMittal Inox Brasil Tubos Automotivos.


Capacidade

Instalada em uma área de 4,4 mil m2, a ArcelorMittal Sumaré conta com oito máquinas para cortes transversais de tubos, além de equipamentos para movimentação de material, como ponte rolante e empilhadeira. A planta industrial tem capacidade para processar 20 mil toneladas de tubos e aproximadamente 18 milhões de cortes por ano.

Compartilhar: