Revista Espaço

Sem perder o tom

Solução para atendimento ao segmento de linha branca fideliza clientes

12

Geovane mede a tonalidade do aço com o espectofotômetro

O trabalho em equipe das áreas de Acabamento de Inox, Centro de Pesquisa e Metalurgia garantiu a excelência no atendimento aos clientes de linha branca que consomem o aço inoxidável 430A, com acabamento acetinado, conhecido como satin finish. Além da adequação nos parâmetros da etapa de acabamento superficial, a ArcelorMittal Inox Brasil adquiriu um aparelho de medição da cor de altíssima precisão, o espectofotômetro, para alcançar a faixa de tonalidade exigida pelo cliente.

Inicialmente, a solicitação foi tratada como uma necessidade de padronização do brilho, como lembra o assistente técnico Geovane Ângelo Gandra. “Mas, ao acompanhar a demanda junto ao cliente, entendemos que a questão não estava relacionada ao brilho e, sim, à variação de tonalidade. Partimos, então, para o estudo da colorimetria e de métodos para mensuração da cor”, relata.

Segundo ele, o controle perceptível a olho nu não era eficaz para atendimento às exigências do cliente. “Com o uso do espectofotômetro, alcançamos um padrão de qualidade superficial que nos deu um importante diferencial competitivo”, conclui.


Cada vez mais limpo

ArcelorMittal Inox Brasil bate recordes consecutivos de redução de resíduos dispostos no pátio13

Entre 2008 e 2009, a média do índice de disposição de resíduos na ArcelorMittal Timóteo caiu de 159 para 86 quilos por tonelada de aço bruto produzida, uma redução de 54%. Os recordes consecutivos observados nos últimos meses são resultado de 11 ações para reaproveitamento de resíduos em diversas etapas do processo produtivo na Usina, e renderam à equipe o prêmio Os navegadores do mês de outubro.

“As sobras de ácido clorídrico saturado e do pó de ferro, geradas na decapagem dos aços elétricos, por exemplo, estão sendo destinadas à fabricação de produtos para tratamento de água e efluentes”, conta Sebastião Miranda, gerente de controle Ambiental. O ácido sulfúrico saturado dos banhos de decapagem do inox, a areia gerada na moagem da injeção de carvão pulverizado e a lama e o pó do coletor, que saem do sistema de limpeza dos gases dos Altos-Fornos, são também resíduos que, a partir dos projetos, viraram matéria-prima para a produção de agrossilício, cimento e cerâmica, respectivamente.

Compartilhar: