Revista Espaço

Preparando o amanhã

Unidades da ArcelorMittal no Brasil planejam estratégia de atuação conjunta para a Copa de 2014 e Olimpíada de 2016

Um grupo de trabalho composto por representantes das unidades brasileiras da ArcelorMittal que atuam no setor de construção civil foi formado para identificar oportunidades comerciais e apresentar ao mercado soluções em aço disponíveis para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

4

O Projeto Copa do Mundo 2014 envolve uma série de ações que já estão em andamento, como o mapeamento das possibilidades de negócios e dos principais atores (governo, projetistas, construtoras e outros), o desenvolvimento de uma base de dados compartilhada (Portal Copa 2014) e a elaboração da estratégia de comunicação. “Está sendo uma experiência muito rica principalmente pela sinergia entre as empresas. Foi uma boa oportunidade para iniciarmos um trabalho que, certamente, terá continuidade após os eventos”, aposta Arlena Montesano, responsável pelo desenvolvimento de mercado da área de Construção Civil da ArcelorMittal Inox Brasil.

Um catálogo em elaboração reunirá produtos e soluções de todas as empresas envolvidas. O inox estará representado nesse material com soluções para coberturas, fachadas, interiores, mobiliário urbano, guarda-corpos, forros e pisos. “O objetivo é mostrar que a ArcelorMittal é o único fornecedor que pode oferecer soluções em aço para todas as fases das obras, da fundação ao acabamento”, destaca Arlena.

Copa 2014

Estima-se que o Projeto Copa do Mundo terá um investimento da ordem de R$ 100 bilhões em construção civil em empreendimentos públicos e privados, o que trará oportunidades neste e em outros segmentos, como transporte, energia, telecomunicações e infraestrutura.

O grupo foi formado para estruturar a estratégia de captação de negócios para a Copa do Mundo de 2014 e, naturalmente, acabou por assumir também o projeto para as Olimpíadas de 2016. Doze cidades foram selecionadas para sediar a Copa 2014: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Olimpíadas 2016

O projeto olímpico do Rio está orçado em cerca de R$ 25 bilhões, dos quais 72% serão destinados às obras de infraestrutura, além da construção de instalações esportivas, da Vila Olímpica e centro de imprensa, entre outras obras. A ArcelorMittal estará presente nesses dois grandes movimentos de transformação do futuro.

5

 

Compartilhar: