Revista Espaço

Coordenadas para o crescimento

Sistema GPS facilita a visualização dos indicadores de desempenho e clareia horizonte para correção de rotas

15

O usuário Ronald Ramos e a tela de acompanhamento dos indicadores: mais praticidade e dinamismo

Com a mesma precisão com que um receptor GPS (sistema de posicionamento global) fornece coordenadas de latitude, longitude e altitude, uma ferramenta de gestão implantada com sucesso nas gerências gerais de Aços Inoxidáveis e Elétricos é capaz de desenhar um panorama detalhado dos indicadores de desempenho e nortear a tomada de decisão. Batizado de Gestão de Performance Sustentável (GPS), o sistema vem sendo usado nos rituais de gestão da Logística desde março, após ter sido consagrado no projeto-piloto implantado na ArcelorMittal Inox Brasil. “Com o GPS podemos trabalhar nossos rituais diretamente no Portal GPS, o que torna nossas reuniões mais analíticas. O sistema proporciona uma visão rápida e abrangente dos indicadores, permitindo corrigir rumos e tomar decisões com mais agilidade”, conta Leonam Almeida, gerente geral de Aços Elétricos.

“Com o suporte da Melhoria Contínua, preenchemos lacunas, eliminamos redundâncias e ajustamos as funcionalidades do sistema às nossas necessidades. A utilização da ferramenta tornou os rituais de gestão mais objetivos e, com isso, gastamos menos tempo discutindo o passado e nos concentramos na solução de problemas”, avalia Marco Antônio Nunes de Carvalho, gerente geral de Aços Inoxidáveis. Ele destaca que a alimentação e o uso do sistema envolverão toda a Empresa, permitindo uma aproximação maior entre as áreas comercial e de produção.

16

Marco Antônio utiliza GPS em ritual de gestão da gerência geral de Aços Inoxidáveis

“Simples, prático e dinâmico. O GPS facilita a análise dos indicadores, pois oferece uma visão quantitativa e qualitativa mais clara tanto para quem conduz quanto para quem assiste às apresentações”, observa o usuário Ronald Ramos, assistente técnico da Logística.

Em maio, o módulo de solução de problemas foi integrado ao sistema. A expectativa, segundo a assistente técnico da Melhoria Contínua, Rachel Figueiredo de Souza, é de que a migração do antigo cadastro Doc Action para o GPS imprima mais agilidade e disciplina ao acompanhamento dos planos de ação. “De nada adianta planejar bem se a execução é falha. O GPS integra os dados e informa o estágio de cada ação relacionada aos indicadores avaliados semanalmente, fortalecendo a gestão”, explica Rachel.

Para todos os níveis

Márcia Baroni Cirino, assistente técnico da Melhoria Contínua, destaca que a implantação da ferramenta é um trabalho transversal, que conta com o suporte de pessoas-chave em cada gerência. “Hoje, contamos com esses colegas para testar, verificar se o sistema atende às suas necessidades e sugerir adequações. Em breve, esses profissionais serão multiplicadores de conhecimento sobre o GPS em suas áreas”, informa Márcia.

Compartilhar: