Revista Espaço

Meio eficaz para o fim

A gerência de Laminação de Aços Inoxidáveis foi certificada na categoria bronze do Prêmio World Class Manufacturing (WCM), traduzido como ‘produtor de classe mundial’. Trata-se de um sistema de reconhecimento para plantas industriais ou departamentos, que audita os resultados e a aplicação dos pilares da Manutenção Produtiva Total (TPM).

13

Auditores da ArcelorMittal recomendaram a certificação da Laminação de Aços Inoxidáveis

Para o gerente da Laminação de Aços Inoxidáveis, Paulo Novaes, o grande diferencial da ferramenta está na mudança de foco. “As orientações básicas do WCM são buscar o resultado e usar a metodologia TPM como ferramenta para o processo de Melhoria Contínua. A priorização dos problemas parte dos efeitos esperados e a metodologia é o caminho para alcançá-los”, explica.

Os critérios de avaliação dos indicadores são fundamentados em dez pilares: Segurança, Custos, Melhoria Específica, Manutenção Autônoma, Manutenção Planejada, Controle da Qualidade, Satisfação do Cliente, Desenvolvimento de Pessoal, Controle Inicial e Meio Ambiente. “Além do retorno financeiro, o WCM proporciona ganhos intangíveis em todos esses pilares, como a valorização e a motivação dos operadores, que desempenham importante papel nesse processo”, observa o facilitador de TPM Francisco da Gama Junior.

Nos dias 26 e 27 de janeiro, Robert Dapère e Jean-Marie Pelletier, auditores da ArcelorMittal, visitaram a Empresa e recomendaram sua certificação. O próximo passo, segundo o coordenador de TPM, Geraldo Medeiros, é buscar a categoria prata. “Assim como no início do TPM, em novembro do ano 2000, a Laminação a Frio foi a área piloto da Empresa a obter a certificação. Em breve, outras gerências também partirão em busca do prêmio”, provoca Geraldo.

Compartilhar: