Revista Espaço

Valorizando a formação de pessoas

Projeto pretende revitalizar escola estadual em Timóteo

24

A diretora Nadir está otimista e ansiosa para começar o trabalho

A Escola Estadual João Cota, localizada no bairro Cachoeira do Vale, em Timóteo, foi escolhida para receber um novo projeto que dará suporte ao processo educacional. Marilene de Lucca Siqueira, gerente da área de Educação e Cultura da Fundação ArcelorMittal Acesita, informa que o principal objetivo é aprimorar o Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) da instituição. “Faremos isso por meio de investimentos em qualificação, melhorias das condições de trabalho, motivação e valorização dos profissionais”, diz.

O projeto é fruto de uma parceria entre a Fundação, a prefeitura e a Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano. De acordo com a diretora da escola, Nadir Alves da Cruz, o primeiro passo será a capacitação dos profissionais em temas como relacionamento interpessoal, valores éticos, português, matemática e outros. “Acreditamos muito nesse envolvimento da Fundação com a escola. Nossa expectativa é que a melhoria no Ideb atinja aproximadamente 80% até o final de 2009”, almeja Nadir. Segundo ela, a Fundação e a Superintendência Regional de Ensino possuem parâmetros para calcular os resultados do projeto, que serão monitorados ao longo de sua implementação.

Diversão saudável

25

Monize garante que não falta a nenhum encontro do Projeto Minas Olímpica

Depois de ensaiar bastante, Monize Stefane Medeiros Silva, de 13 anos, estava ansiosa para apresentar, junto com as amigas, a coreografia de dança aprendida no último semestre durante os encontros do Projeto Minas Olímpica. Foram dez meses de muita diversão e esporte nos bairros Bela Vista e Cachoeira do Vale, em Timóteo. No Dia do Talento, 19 de dezembro, os participantes do projeto encerraram as atividades de 2008 mostrando aos familiares e amigos as habilidades descobertas no Minas Olímpica.

Duas vezes por semana, 105 crianças e jovens, de 10 a 15 anos, praticavam futsal, vôlei, basquete e handebol, além de receberem a atenção da equipe do Projeto em outras atividades, como apoio na tarefa escolar, aulas de dança e oficinas de artesanato. “Meus filhos participam desde o início e não faltam ao projeto um dia sequer. Para mim também é ótimo, pois fico tranquila para fazer minhas coisas, sabendo que eles estão em boas mãos, dedicando-se a atividades produtivas”, afirma Adriane Cristine Medeiros Silva, mãe de Monize.

O projeto conta com o apoio da prefeitura, Secretaria de Estado de Esporte e Juventude, associações comunitárias, Fundação Vovô João Azevedo e Paróquia São Sebastião. Entre as atividades extras promovidas em 2008, destacam-se as visitas ao Centro de Educação Ambiental – Oikós e à exposição 100 anos de imigração japonesa, além das apresentações do Festival Arte Viva. Reformulado, o Minas Olímpica Nova Geração ajustou a agenda para outros nove meses de atuação no Bairro Cachoeira do Vale. “Para mim, o projeto ficou ainda melhor, pois agora posso participar quatro vezes por semana”, alegra-se Monize.

Compartilhar: