Revista Espaço

Patrimônio preservado

Em sinergia com outras empresas do Grupo, ArcelorMittal Inox Brasil cria mecanismo para recuperação de informações em caso de pane do sistema

6

Marta Mirian apresenta realizações da área durante a 3ª Convenção das Ambições

Se hoje um grande incêndio destruísse o data center localizado no bairro Olhos d’Água, onde o SAP (A sigla refere-se à empresa alemã líder mundial em soluções de aplicações cliente/servidor. Em português, significa Sistemas, Aplicações e Produtos para Processamento de Dados. O SAP é utilizado para integrar processos operacionais.) da ArcelorMittal Inox Brasil é hospedado, todas as informações guardadas no prédio estariam a salvo e o sistema, pronto para voltar à normalidade em apenas 12 horas. A infraestrutura que garante essa segurança e disponibilidade está dividida em dois data centers, separados por 15 quilômetros de distância, em Belo Horizonte (MG). Em projeto desenvolvido em 2008, pela área de Tecnologia da Informação (TI), a Empresa não apenas modernizou o SAP, como também se adaptou à política corporativa de gerenciamento de riscos.

“Pela primeira vez na história temos uma infraestrutura de recuperação em caso de desastre, que sempre foi uma prática altamente recomendada pelo mercado e pelo Grupo ArcelorMittal”, comemora Marta Mirian Baires de Campos, gerente de TI. O projeto foi desenvolvido em sinergia com outras empresas do Grupo e contou com a coordenação técnica da ArcelorMittal Sistemas.

A plataforma corporativa é compartilhada com a ArcelorMittal Tubarão e ArcelorMittal Brasil, o que possibilitou uma economia significativa. “Além de utilizarmos a mesma arquitetura e ambiente de contingência, os custos de manutenção também são divididos por três.

5

Otimizamos recursos de softwares, hardwares e pessoal”, destaca Marta. O data center primário está localizado no bairro Olhos d’Água e, caso falhe, o processamento passa a ser realizado pelo outro, que fica no prédio da ArcelorMittal Sistemas, no bairro Funcionários.

Upgrade

A ArcelorMittal Inox Brasil realizou um delicado trabalho de migração do sistema para o SAP ECC 6.0, versão de mercado mais avançada, incluindo o módulo BW. Como parte do projeto, o ambiente Windows foi atualizado para a versão AIX durante uma parada total do sistema por 93,5 horas. O processo, que transcorreu sem incidentes, foi finalizado com uma hora e meia de antecedência em relação ao planejado.

“Com a migração, temos um ambiente capaz de atender às necessidades do negócio com mais rapidez e confiabilidade. Além de solucionar problemas da versão anterior, mantivemos a garantia do sistema SAP para nosso ambiente”, enfatiza Marta.

Outro ganho importante foi a configuração MP-135, que habilitou o sistema para a implantação da nota fiscal eletrônica, exigência do governo brasileiro para as siderúrgicas instaladas no país.

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.