Revista Espaço

O bê-á-bá do trânsito

Realizado há quase duas décadas pela Fundação Aperam Acesita e parceiros, projeto Transitolândia dá início às atividades de 2017

Quem passou recentemente pela pista de trânsito, em frente à 85ª CIA da Polícia Militar de Timóteo, já notou o movimen­to. Desde o dia 12 de junho, as crianças que frequentam o quarto ano do Ensino Fundamental das 19 escolas públicas e privadas de Timóteo, além das cinco escolas públicas dos municípios de Jaguaraçu e Marliéria, visitam o local como parte das atividades do programa Transitolândia. Organizada há quase duas décadas pela Fundação Aperam Acesita e parceiros,( A ação faz parte do Programa de Melhoria da Qualidade do Ensino nas Escolas de Timóteo e conta com a parceria da Sa­ritur, do Rotary Club de Acesita, da Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano, da Prefeitura Municipal de Timóteo e da 85ª Companhia da Polícia Militar de Minas Gerais. ) a iniciativa já atendeu mais de 63 mil alunos da região. Somente este ano, cerca de 1,5 mil novas crianças devem ser beneficiadas.

Em 2017, visitas à pista da Transitolândia começaram em junho e seguem até setembro: cerca de 1,5 mil crianças serão beneficiadas neste período

O Transitolândia busca preparar as crianças para uma atua­ção mais responsável no trânsito, o que se reflete em melhor qualidade de vida para todos no município. “Atendemos alunos na faixa dos 9 e 10 anos, que é justamente a idade em que as crianças começam a vivenciar o trânsito com mais frequência, a andar de bicicleta. Consideramos um momento oportuno para abordarmos a locomoção com atenção e o uso dos equipamentos de segurança”, comenta Juliana Jácome, coordenadora de Projetos da Fundação Aperam Acesita.

O passo que marcou o início da edição 2017 ocorreu em maio, em uma reunião com os facilitadores do projeto e entrega das cartilhas que apoiam o aprendizado em sala de aula. O material aborda a educação no trânsito de for­ma abrangente, permitindo que o tema seja trabalhado por professores das mais variadas disciplinas. “A cartilha traz desde a história do automóvel, com um vasto con­teúdo para ser apresentado nas aulas de História, por exemplo, até jogos que podem ser aplicados nas aulas de Artes e Educação Física”, afirma Juliana.

A visita à Transitolândia é o momento de experimentar na prática os conteúdos abordados em sala de aula. “Por cerca de duas horas, cada turma vivencia na pista situa-ções cotidianas do trânsito, chamando a atenção para as sinalizações e questões de desrespeito que geram acidentes”, explica o Major da 85ª Companhia da Polícia Militar, Luiz Carlos Ribeiro Magalhães.

Além da oportunidade de andar de bicicleta em uma área devidamente sinalizada e receber orientações sobre itens como as faixas de pedestres, semáforos e placas de advertência, este ano os pequenos serão recebidos com uma novidade: a exibição de curtas-metragens para ins­pirar um bate-papo sobre meio ambiente e trânsito. Como parte da ação, as crianças produzirão painéis, retratando com arte o que aprenderam nas atividades.

As atividades se encerram em setembro, durante a Semana Nacional do Trânsito (entre os dias 18 e 25).

Compartilhar: