Revista Espaço

Com todo o gás

Aperam amplia o uso do gás de Alto- Forno para aquecer as panelas na
Aciaria, reduz consumo de gás natural e de gás liquefeito de petróleo e a
emissão de CO2 na atmosfera

Reutilização dos gases dos altos-fornos para aquecer panelas da Aciaria (foto) gerou expressivos ganhos ambientais, com destaque para a redução de 11 mil toneladas de emissões de CO2 a cada ano

Referência no Brasil, segundo o Guia Exame de Sustentabilidade, a Aperam South America continua inovando em suas práticas ambientais. Ao ampliar o reaproveitamento dos gases gerados nos processos dos altos-fornos para aquecer as panelas na Aciaria 1 e 2, a Empresa deixa de emitir mais de 11 mil toneladas de CO2, por ano. Além dos ganhos ambientais, a redução de 70% do consumo de gás natural e de 100% do gás liquefeito de petróleo gerou ganhos significativos relacionados aos custos na Aciaria.

Para o uso conjugado do gás de alto-forno, gás natural e oxigênio, a equipe foi desafiada a desenvolver um novo tipo de queimador, a fim de manter a estabilidade da chama. “Essa solução tecnológica que adotamos em oito aquecedores de concha da Aciaria não havia sido empregada em nenhuma planta da Aperam e não encontramos similar no mundo”, afirma o gerente de projeto, Renato Mota.

Escolhido entre quatro modelos, o novo queimador foi testado durante três meses. Segundo o gerente, agora a novidade poderá ser patenteada e levada para outras plantas siderúrgicas com processo integrado. A Arcelor- Mittal Tubarão, no Brasil, e a planta da Aperam em Gent, na Bélgica, também poderão ser beneficiadas.

O projeto de instalação, iniciado em agosto de 2015 e concluído em dezembro de 2016, cumpriu as metas de prazos, custos e segurança. O desenvolvimento teve a colaboração das equipes de Segurança, Eficiência Energética, Utilidades, Engenharia, Automação, Manutenção e Operação da Aciaria.

Compartilhar: