Revista Espaço

Vocação para inovar

Evento reuniu clientes e representantes do setor de energia e siderurgia para o lançamento do HGO

No dia 7 de fevereiro, clientes e representantes de entidades, como a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e o Instituto Aço Brasil, uniram-se à equipe da Aperam para acompanhar de perto a partida da linha responsável pela fabricação do aço elétrico de grão superorientado. A expectativa é de que a produção local resulte no crescimento do consumo desse tipo de aço no Brasil, bem como na fabricação de transformadores de energia mais sustentáveis (menores, mais eficientes e mais silenciosos).

Parte da equipe da Aperam que atuou no desenvolvimento do HGO e se dedica à produção do aço na Usina de Timóteo.

Marco histórico

O diretor Comercial, Rodrigo Damasceno, ressaltou que o lançamento se alinhava ao compromisso da Aperam com o desenvolvimento industrial brasileiro. “Inovar faz parte do DNA da Empresa. É algo que sempre fizemos e que será mantido como uma prioridade”, garantiu.

Para Edalmo Magalhães de Souza, gerente executivo da Laminação a Frio de Aços Elétricos, o comprometimento da equipe com o projeto foi o grande destaque. “Concluímos um projeto desafiador, que chegou a ter mais de mil pessoas envolvidas, sem qualquer acidente. Isso não teria sido possível sem o time dedicado que temos, que não poupou esforços para que esse sonho se tornasse realidade”, afirmou.

 

Placa comemorativa instalada na Usina marca a finalização da adaptação da linha de produção e início da fabricação do HGO

Já o diretor de Produção, Ilder Camargo Silva, comentou sobre a oportunidade de presenciar a concretização deste projeto. “Nasci e cresci em Timóteo, meus pais trabalharam na Aperam e foi aqui que comecei minha carreira, como técnico. A Aperam é uma empresa que nos dá a oportunidade de sonhar e, sonhando, vemos muitas coisas se tornarem realidade”, ressaltou.

A cerimônia foi encerrada pelo presidente da Aperam South America, Frederico Ayres Lima: “Por acreditar no Brasil, a Aperam manteve os investimentos e seu processo de constante desenvolvimento. Com o HGO, a Empresa se alinha à busca por opções energéticas mais sustentáveis que cresce em todo o mundo”, afirmou, pouco antes de inaugurar a placa comemorativa do lançamento e autorizar o operador Bruno Almeida a dar a partida na linha de produção do aço elétrico.

 

“O momento que presenciamos é muito especial
para alguém que, como eu, trabalha há tanto tempo
com aços elétricos e busca enxergar a contribuição
do Brasil para a tecnologia do planeta. O domínio
por uma siderúrgica brasileira da mais sofisticada

tecnologia de fabricação de aço mundial é um
acontecimento muito importante, pois pouca
gente é capaz de fazer isso. Hoje, o Brasil está de
parabéns, graças a vocês”.

Fernando Landgraf, diretor-presidente do Instituto de
Pesquisas Tecnológicas (IPT)

“Hoje, importamos esse material do Japão e ele leva
cerca de 90 dias, a partir da emissão do pedido,
para chegar aqui. Comprando diretamente da
Aperam, a expectativa é de encurtar esse prazo
pela metade”.
Marcos Paulo de Jesus, gerente de
Suprimentos da ABB

“Para a Weg, a utilização de materiais de
alta tecnologia é uma prioridade. E ter um
fornecedor que compartilha dessa visão e que
acompanha o que acontece no mercado, como
é o caso da Aperam, é algo bem-vindo e muito
importante para nós. Não apenas a indústria,
mas o País como um todo irá ganhar com isso”.
Luciano Bocca, da Weg Equipamentos Elétricos

 

 

Compartilhar: