Revista Espaço

Aprovado com louvor

Inox usado no veleiro Kat ganha a aprovação da Família Schurmann, que retornou ao Brasil após dois anos da Expedição Oriente

A chegada da tripulação à Marina de Itajaí, em Santa Catarina, no dia 10 de dezembro, marcou o fim da Expedição Oriente

Na segunda quinzena de janeiro, o veleiro Kat navegará por águas brasileiras, após ter percorrido, em dois anos, os 55 mil quilômetros, 29 países e cinco continentes previstos na Expedi- ção Oriente, concluída em dezembro, levando a bordo a Família Schurmann. De Itajaí (SC) ao Rio de Janeiro, o Kat fará paradas em Santos (SP), Ilhabela (RJ) e Angra dos Reis (RJ). No regresso a Santa Catarina, passará por uma pintura de fundo e manutenção geral. O objetivo é prepará-lo para uma nova aventura, em 2018. “O projeto irá focar na sustentabilidade do nosso planeta água”, antecipa o capitão Vilfredo Schurmann.

Equipado com mais de 25 toneladas de aço inoxidável da Aperam, incluindo deck, corrimão, caixa de âncora, pias, bancadas, escadas e tubulações, o Kat passou com louvor no teste. “O aço inoxidável 316-L que utilizamos é um produto fenomenal. Está como novo depois de dois anos de uso constante. Estou muito contente de ter optado em fazer grande parte do veleiro com esse material, externa e internamente”, comemora Vilfredo.

Para ele, a decisão de construir todo o deck em aço inoxidável foi acertada. “O veleiro Aysso, no qual demos duas voltas ao mundo, exigia manutenção constante; tínhamos de refazer a pintura a cada dois anos. Se uma peça pesada caísse e arranhasse, imediatamente precisávamos tratar o local, pois o deck de um veleiro está sempre varrido pela água salgada. Se não fosse assim, a oxidação se iniciava imediatamente. Com aço inoxidável, o problema não existe”, explica

Em um período de dois anos, o veleiro Kat passou por 29 países e cinco continentes


Saiba mais

O aço inoxidável 316 tem como características boa conformabilidade e soldabilidade, além de excelente resistência à corrosão, em função da adição de molibdênio (cerca de 2%). Ele é recomendado para construção civil e uso arquitetural, equipamentos para indústria aeronáutica, ferroviária, naval, química e petroquímica, farmacêutica, cosmética, têxtil, borracha, laticínios, hospitalar, odontológica, cirúrgica, siderúrgica, refinarias, para a fabricação de tubos e vasos de pressão, destilarias de álcool e caldeiraria.

Compartilhar: