Revista Espaço

Manutenção Renovada

Empresa contratou mais de 200 pessoas: experiência é marca deste time

13

A experiência de Ademar (dir.) foi decisiva para a contratação

Elevar o patamar da produção, a melhoria da manutenção dos equipamentos e da entrega para os clientes internos: esses foram os objetivos da Aperam ao tomar a decisão de internalizar mais de 200 vagas ligadas à área de manutenção da planta industrial de Timóteo (MG) em 2015. “Queremos um time ainda mais integrado e experiente para ampliar a confiabilidade dos nossos processos”, explica Geraldo Rolim, gerente de Manutenção de Campo. A nova equipe é formada por profissionais que prestavam serviços à Aperam, candidatos do mercado e empregados da própria Empresa, promovidos a cargos de supervisão. Para garantir os resultados, algumas condições eram essenciais. “Experiência em manutenção, conhecimento industrial, vigor e energia foram decisivos”, destaca Layane Gomes, analista de Recursos Humanos, responsável pelo processo de seleção de todo o time.

Oportunidades

14

Humberto: determinação para evoluir

Aos 53 anos, Ademar Assunção, supervisor de Manutenção da Aciaria, passou a integrar o grupo de recémcontratados. A sua primeira passagem pela Aperam foi em 1980, pelo curso de Aprendiz de Manutenção. “Formei e fui para Uberaba. Comecei a trabalhar como terceiro na Aperam só em 2001”, lembra. O sonho de fazer parte da Empresa já tinha adormecido, mas graças ao seu comprometimento, conseguiu o que lhe parecia distante. “Por causa da idade, já não pensava nisso. Quando os gerentes disseram que queriam me ver na equipe, quase não acreditei. Senti uma alegria enorme, meu trabalho estava sendo reconhecido”, relembra.

O mecânico Humberto Ferreira foi outro que viu no currículo profissional o fator determinante para vestir a camisa da Aperam. Depois de ser escolhido para atuar na Manutenção Geral da Usina, ele já prepara a volta à sala de aula para terminar o curso de engenharia mecânica. E ele tem outro motivo para querer crescer: em breve a família vai aumentar, com a chegada do primeiro filho. “As expectativas são as melhores. O ambiente de trabalho é bom e vou me esforçar para fazer carreira aqui”, planeja.

A internalização deu oportunidades também para quem já era “da casa”. Sete empregados ganharam novos desafios em cargos de supervisão, o que permitirá o desenvolvimento de habilidades de gestão. Alexandre Araújo é um dos que vêm crescendo na carreira. De técnico a supervisor, ele agora lidera uma equipe de 22 empregados da Manutenção Central, área que cuida de reparos preventivos em diversos equipamentos. “Vou ampliar meus contatos e buscar melhorias na performance da manutenção. A gestão da equipe também é um desafio instigante”, afirma.


Balanço positivo

15

Alexandre ganhou o desafio de liderar uma equipe

O sucesso da internalização só se tornou possível com a participação de diversas áreas da empresa, como Suprimentos, Produção, Manutenção, Recursos Humanos, Saúde e Segurança e Fundação Aperam Acesita. Para Geraldo Rolim, o trabalho da equipe multifuncional fez grande diferença. “Conduzimos as etapas de seleção, integração e organização das áreas de trabalho para receber essa nova equipe com segurança, sem acidentes e com muita sinergia”. Para ele, a decisão da Aperam de fortalecer o efetivo da empresa repercutiu de forma positiva internamente e na comunidade. “Não foi só a oportunidade de evoluirmos na confiabilidade da nossa manutenção e melhorar os resultados, mas também a geração de novos empregos”, avalia. No entanto, Geraldo ressalta: “Não quer dizer que vamos internalizar tudo. Há serviços que não temos intenção de assumir, porque o parceiro que o executa é especialista”, pontua.

Compartilhar: