Revista Espaço

BioEnergia compartilha ações e resultados

Balanço social vira tema de peça teatral apresentada à comunidade

32

Comunidade de cinco municípios e empregados foram convidados para sessões de teatro

Arte para informar. Pela segunda vez consecutiva, o Balanço Social da Aperam BioEnergia foi divulgado por meio de uma peça teatral. A montagem intitulada “No balanço da Gertrudes” tem como personagem principal uma empregada doméstica que usa bordões e ditados populares, lançando mão de uma pitada de humor para evidenciar as ações da Empresa. A produção foi assistida por cerca de 350 pessoas da comunidade e 550 empregados, em cinco cidades (Capelinha, Turmalina, Itamarandiba, Minas Novas e Veredinha). A atração conta com os artistas do grupo “Pró Riso” de Capelinha.

O presidente da Aperam BioEnergia, Jaime Gasparini, acredita que o formato adotado aumenta o envolvimento das pessoas com o tema. “Observamos no teatro a capacidade de repassar as informações de forma lúdica, atrativa e clara. Nesses dois anos, a resposta tem sido positiva”, afirma.

O prefeito de Itamarandiba, Erildo Gomes, também compartilha dessa avaliação. “O recurso teatral facilita o entendimento e mostra para a comunidade o trabalho conjunto feito pelo poder público e a iniciativa privada”, destaca. Para ele, exemplos dessa parceria não faltam, como o apoio da Aperam aos apicultores da região.

Ações

A Aperam BioEnergia acredita que a interação com as comunidades rurais e as cidades onde atua contribui não só para o desenvolvimento do negócio, mas também para a sustentabilidade regional. No ano passado, a Aperam BioEnergia investiu cerca de R$ 3 milhões em projetos de geração de renda, meio ambiente, educação, cultura entre outros. Jeferson Lopes, ex-prefeito de Turmalina e presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais da cidade, avalia positivamente o esforço da atuação social da Empresa. “Nossa região se divide em dois momentos, um período antes e outro pós-Aperam. Ela exerce um papel importante no desenvolvimento local”, avalia.

Compartilhar: