Revista Espaço

Parceria que gera conhecimento

Fundação e RedEAmérica já desenvolveram 80 projetos com foco no desenvolvimento dos Vales do Aço e Jequitinhonha

32

Membros da RedEAmérica participam de encontros regulares

Prosperidade. É dessa forma que os apicultores do Vale do Jequitinhonha enxergam o futuro do negócio. Duas associações da região estão sendo contempladas pelo edital Fundo Comunidade em Rede da RedEAmérica(A rede nasceu em 2002 com o apoio da Fundação Interamericana (IAF). Atualmente, conta com mais de 70 organizações de origem empresarial que fazem investimento social privado em 11 países da América Latina. No Brasil, a RedEAmérica conta com a participação da Fundação Aperam Acesita e outras 11 entidades.), entidade da qual a Fundação Aperam Acesita faz parte desde 2002.

Iniciado em 2013, o projeto consiste em capacitar os produtores de mel ligados à Associação Apícola de Itamarandiba (Apita) e à Associação de Apicultores de Veredinha (Aapiver). Metade da programação já foi executada (quatro seminários e um workshop) e os resultados começam a surgir.

Na cidade de Veredinha, a associação ampliou de 25 para 45 o número de integrantes, enquanto a Apita registrou um aumento de 15% na produção de 2014, em comparação com o ano anterior. “Conseguimos esse resultado a partir do conhecimento oferecido pelos seminários. Técnicas como a troca da cera, limpeza e instalação dos apiários e a introdução de alimentação artificial para as abelhas na entressafra têm nos ajudado muito”, conta Oliveira Aparecido Vieira, vice-presidente da Apita

Conhecimento que transforma

O apoio aos apicultores do Vale é um dos 80 projetos executados pela parceria entre a Fundação Aperam Acesita e a RedEAmérica em mais de uma década de trabalho. E o saldo dessa união não se resume a esse número. A interação com uma entidade internacional permitiu o amadurecimento da própria Fundação. “Evoluímos na forma de apoiar o desenvolvimento da comunidade, por meio de qualificação técnica-metodológica, rompendo com a cultura do assistencialismo. Passamos a fortalecer as redes locais para tornar mais sustentáveis as iniciativas”, avalia Venilson Vitorino, presidente da Fundação.

Na visão de Margareth Florez, diretora executiva da RedEAmérica, a aliança com a Fundação serve de exemplo para os demais integrantes do grupo. “A Fundação tem participado de diversos forúns e oficinas para compartilhar experiências. As parcerias nacionais e internacionais têm contribuído para o desenvolvimento sustentável dos Vales do Aço e Jequitinhonha. Nos sentimos orgulhosos de participar disso”, afirma.

O Edital de Projetos se configura como outro fruto dessa aliança. Criada em 2012, a ideia de receber projetos de entidades, selecioná-los com base em critérios e, só depois, disponibilizar recursos financeiros surgiu de uma capacitação da RedEAmérica. Em três edições, o Edital já beneficiou 27 instituições com um repasse de mais de R$ 260 mil.

 

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.