Revista Espaço

Música para todos

Agenda cultural da Fundação promove artistas locais

30

Thiago (centro) destaca prestígio do público

Cinco anos, mais de 20 apresentações e cerca de 30 artistas locais mobilizados. O projeto Ponto da Música(O projeto tem o objetivo de identificar e divulgar a produção de música local. Desde 2012, as apresentações integram a Agenda Cultural e têm como palco o teatro da Fundação Aperam Acesita. Para mais informações sobre inscrições e shows basta ligar no Centro Cultural da Fundação no telefone: (31) 3849-7744.), promovido pela Fundação Aperam Acesita se consolida como uma oportunidade para a descoberta de talentos. Quem participa confirma a importância desse espaço para o desenvolvimento da música local.

31

Lido: Ponto é a oportunidade de interação com outros músicos

A paixão pela Música Popular Brasileira (MPB) mantém unidos os cinco integrantes da Negro Gato, banda da cidade de Timóteo. “O artista vive de se expressar, de compartilhar o que tem de melhor com as pessoas. A Fundação nos proporciona algo maravilhoso. A partir do Ponto da Música, descobrimos que Timóteo tem profissionais incríveis”, analisa Lido, baterista da banda Negro Gato e do grupo Trio Pau e Corda, que já participaram de edições do Ponto. “Além disso, esses momentos nos permitem trocar ideias com colegas e iniciar novos contatos. Dessas amizades podem surgir parcerias”, completa.

Thiago Duarte, outro artista do município, viu diversas portas se abrirem depois de participar do projeto. Para ele, tocar em Timóteo tem um sabor especial. “Sinto-me acolhido, todos me recebem de forma calorosa”, conta. Segundo Thiago, o Ponto da Música é uma das únicas iniciativas que abarca os músicos independentes da região, o que o torna ainda mais importante.

“ Promover o Ponto da Música ajuda a fomentar o cenário musical do Vale do Aço. Com as apresentações, os artistas têm a oportunidade de vivenciar a experiência de se apresentar em um palco com toda estrutura de sonorização, iluminação e técnicos, além ganhar visibilidade na mídia regional e ampliar seu portfólio ”

Kelly Almeida, coordenadora de Projetos da Fundação

Compartilhar: