Revista Espaço

Consumo consciente

Empresa elege ações para melhorar a eficiência energética na produção, ainda no primeiro semestre

7

Substituição de gás natural por gás de alto-forno na Aciaria vai gerar economia

O País vem se deparando, nos últimos meses, com uma velha questão: as ameaças ao fornecimento pleno de energia, capaz de dar suporte ao aumento da produção industrial brasileira. Na Aperam, onde ações com foco em eficiência energética intensificaram-se há pelo menos seis anos, a busca pela otimização do consumo ganhou força com a recente inserção do tema no escopo de atuação da Equipe de Excelência Operacional da Empresa. Além de contribuir para o atual cenário do abastecimento elétrico, o programa busca minimizar os gastos – a energia brasileira figura entre as mais caras do mundo.

“Hoje, cerca de 25% do custo total de transformação do produto relaciona-se à utilização de energia. Com a implantação do Sistema Integrado de Gestão de Energia (SIGE), dentro das atividades da Equipe, conseguiremos não apenas reduzir custos, mas encontrar meios para minimizar o consumo e tornar a utilização dos recursos energéticos mais consciente”, explica Eric Bardet, gerente da Equipe de Excelência Operacional.

Até então, os projetos de eficiência energética na Aperam eram, em sua maioria, incentivados por uma equipe formada na área de Utilidades. A implantação do SIGE almeja expandir os esforços de eficiência energética para toda a equipe da planta de Timóteo (MG). “O tema ‘energia’ abrange todos os empregados e deve, portanto, ser uma preocupação compartilhada por toda a Usina. Esperamos, com este trabalho, dar velocidade e robustez às ações e tornar os resultados consistentes e duradouros, atingindo de forma mais sustentável toda a Empresa”, comenta o assistente técnico Luciano Lellis Miranda.

Combustível de casa

8

Ações integradas devem reduzir consumo energético na Usina

Parte das ações que agora integram o escopo da Equipe de Excelência Operacional já vinha sendo desenvolvida na Aperam.Um dos destaques nesse sentido encontra-se em curso na Aciaria. “Obtivemos uma solução para substituir 70% do gás natural utilizado para o aquecimento dos refratários de panelas pelo gás de alto-forno, um subproduto gerado durante a produção de gusa, que ainda não era usado na Aciaria”, explica o assistente técnico de gestão Evandro Geraldo Marques. A sua utilização por meio do projeto irá gerar uma economia de US$ 2,3 milhões por ano. “O projeto já está em andamento e os benefícios devem ser observados em 2015”, adianta o assistente técnico Irimar Novaes Silva.

Eficiência em foco

10O primeiro eixo de atuação do SIGE consiste na disseminação da cultura de eficiência energética, por meio, principalmente, de treinamentos e ações de comunicação, conscientização e envolvimento, como os projetos de CCQ (veja quadro abaixo). O propósito é despertar o engajamento dos empregados para a questão energética.

Encontra-se em curso a elaboração de um software para o acompanhamento do consumo, capaz de auxiliar a gestão da energia. O programa, que começou a ser implantado em janeiro e deve estar concluído em junho, permite resgatar, consolidar e disponibilizar automaticamente informações sobre o uso de energia de forma ágil e confiável, comparar o planejado e o executado, monitorar e analisar os indicadores de desempenho, etc.

9

Eric (ao centro) e Luciano (primeiro à esquerda) em reunião, meta é disseminar SIGE na Empresa

Outra etapa prevista no desenvolvimento é a análise de todo o sistema de medição de energia da Usina para a garantia da qualidade de informação. “As ações nos permitirão tornar nosso sistema ainda mais autossustentável, facilitando o trabalho de disseminação da cultura de redução do consumo de energia com ações duradouras, que persistam ao longo do tempo”, comenta Eric. A expectativa é reduzir pelo menos 1% no consumo total de energia (elétrica e fluidos).

Todas as iniciativas encontram-se alinhadas aos direcionamentos da ISO 50001, de Gestão de Energia, e já funcionam como um preparo para uma futura busca da certificação.

 

 

Compartilhar: