Revista Espaço

Palco do conhecimento aplicado

Parceria entre Aperam e Universidades contribui para formação de jovens engenheiros

27

Maria Amélia e Francisco tiveram a oportunidade de vivenciar rotina e conhecer equipamentos do Centro de Pequisa

Desenvolvimento de competências, possibilidade de vivenciar a rotina industrial e uma contribuição direta para a formação de profissionais mais qualificados: esses pontos caracterizam o programa de Parceria com as Escolas – PAR, que envolve a Aperam e diversas escolas e universidades de Minas Geras, com destaque para a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e Unileste. O programa compreende estágio de férias, iniciação científica e extensão. A interação entre a Aperam e as escolas gera sinergia e aprendizagem para todos.

Em 2014, a empresa contou com 40 estagiários de férias e dois jovens do curso de engenharia metalúrgica do Unileste para iniciação científica . O diferencial desse projeto é a possibilidade dos participantes realizarem estudos de iniciação científica ou extensão universitária dentro da própria Aperam. “Eles conseguem vivenciar uma série de práticas que podem ir além do projeto para o qual foram designados”, destaca Tarcísio Reis, um dos coordenadores do Centro de Pesquisa.

Experiências

Para Francisco Geraldo Toledo Júnior, aluno 7º período de engenharia metalúrgica, a oportunidade no Centro de Pesquisa ampliou seu conhecimento em siderurgia. Ele já havia trabalhado no setor siderúrgico, na área de operação, e queria ter outras experiências. “Minha expectativa era de uma atuação baseada em teoria, mas fui surpreendido. O conhecimento e a aplicação caminham juntos: aprendi a utilizar diversos equipamentos”, revela. Maria Amélia Martins, terminou os estudos em dezembro e teve no projeto uma experiência única, pois ainda não conhecia o dia a dia de uma planta industrial. “Pude acompanhar a rotina dos pesquisadores, os desafios e colocar a mão na massa”, destaca.

Para 2015, a proposta do programa é ter 40 estagiários de férias e ampliar para 12 o número de vagas de iniciação científica e extensão. “Os jovens trazem renovação e compartilhamento de conhecimento. Essa parceria resulta em ganhos para o estudante, a empresa e a escola”, destaca Layane Gomes, analista de Recursos Humanos.

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.