Revista Espaço

Em se plantando…

Viveiro do Oikós faz doações regulares de mudas para comunidade

23

Luiz Ferreira responsável pela gestão do local

Um pedaço dos quase mil hectares do Centro de Educação Ambiental da Aperam South America, o Oikós, situado em Timóteo, tem uma missão especial: preservar o verde do amanhã. O viveiro de mudas foi criado juntamente com o Centro em 1993. De lá para cá, já foram produzidas mais de 500 mil espécies nativas, frutíferas e ornamentais.

Um dos objetivos do espaço consiste em preservar a flora local, fornecendo mudas para os projetos de reposição florestal para garantir a manutenção do cinturão verde: uma área de aproximadamente 8 Km de extensão que contorna toda a planta industrial da Empresa. “Como temos capacidade para 30 mil mudas por ano é possível assegurar a ornamentação das áreas verdes da Aperam e disponibilizar as espécies para os interessados”, explica Luiz Antônio Ferreira, coordenador de projetos do Oikós da Fundação Aperam Acesita.

Em 2013, foram doadas à comunidade mais de 10 mil mudas. Além de ações pontuais no Dia da Água (22 de março) e no Dia da Árvore (21 de setembro), com blitze educativas, a população também solicita espécies ao Oikós. “As pessoas fazem o pedido. Se tivermos, doamos na hora. Às vezes não temos a quantidade solicitada, mas sempre repassamos algumas. Proprietários de sítios e chácaras demandam com frequência”, afirma o coordenador.

João Batista, operador da Gerência de Acabamento de Aços Elétricos, descobriu a oportunidade conversando com colegas da Empresa. Ele já ganhou parte das 40 mudas que planeja plantar em sua chácara. “Vou plantar, colher frutas saudáveis e ajudar a preservar o meio ambiente. É uma forma de conscientizar as pessoas. Minha filha adorou a ideia”, conta.

Mudas especiais

Desde janeiro, foram produzidas mudas de hortaliças e espécies medicinais, como hortelã, erva cidreira, alface entre outras, para promover o Ano da Agricultura Familiar, instituído pela Organização das Nações Unidas. Seis mil mudas estão sendo doadas neste semestre e a distribuição começou no 23º Brincando, Fazendo e Aprendendo no Oikós, realizado em julho. “A agricultura familiar compõe a matriz nacional de alimentos. Ao apoiar a iniciativa contribuímos para tornar a produção local sustentável”, completa Luiz.

Compartilhar: