Revista Espaço

18 anos e um saldo positivo

Gestão da AAPT ganhou vida nova com programa Andanças

19

Promoção da atividade física regular faz parte do Andanças

Há pouco mais de 18 anos o pedido da Associação de Aposentados e Pensionistas de Timóteo (AAPT) à Fundação Aperam Acesita era desafiador: apoiar a entidade para aumentar o número de associados e ampliar a participação deles nas atividades. A resposta chegou com a criação do Andanças (O programa tem como objetivo a melhoria da qualidade de vida das pessoas da terceira idade. O Andanças conta com ações de promoção da saúde, cultura, qualificação e geração de renda entre outras.), programa que contribuiu para um novo cenário: o número de associados saltou de 448 para cerca de 4.500 integrantes, mais de 10 mil pessoas beneficiadas (cerca de 12,5% da população da cidade) e garante hoje um calendário recheado de atividades.

Mais do que contribuir com a transferência de recursos, a Fundação orientou a AAPT a fazer gestão e agora ela aplica suas próprias ferramentas administrativas e financeiras. O Andanças introduziu uma metodologia participativa, em que os próprios participantes definem e executam as ações a serem realizadas. Um problema na piscina do clube se tornou um episódio marcante e um divisor de águas. A associação solicitou apoio financeiro para a reforma, mas a Empresa fez outra proposta. “A Fundação assessoraria a entidade a criar um plano de negócios para captar o recurso. Eles aceitaram, fizeram diversas ações e conseguiram o recurso”, conta Márcia Ferreira, coordenadora de projetos da Fundação.

Desde 2005, a entidade atingiu a independência e consegue se manter com as mensalidades dos membros e tem a responsabilidade de coordenar o programa Andanças, equipe técnica formada por aposentados e profissionais contratados, enquanto a Fundação atua na retaguarda, como assessora. Gradativamente, a AAPT assumiu tudo e dispõe de uma rede de serviços como assistência médica, infraestrutura de lazer e atividades culturais.

A coordenadora técnica do Andanças, Márcia Marinho, acredita que o segredo do programa, que conta com mais de 700 participantes, consiste na aposta em um novo perfil de aposentados. “O idoso não é mais aquele que fica sentado esperando a vida passar. Ele quer aproveitar essa fase. Independentemente da idade, o ser humano pode aprender e se transformar a qualquer momento”, ressalta.

“A parceria com a Fundação é muito importante em nossa trajetória. A orientação e suporte ofertados nos permitiram desenvolver e atender os sócios com qualidade”, José Maria Gomes, presidente da AAPT

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.