Revista Espaço

Resposta rápida

Aperam South America prepara implantação de sistema que traz mais agilidade ao atendimento dos clientes

24

Equipe do projeto em reunião com profissionais das áreas

A palavra ‘SIGA’ lembra o sinal verde do trânsito, evoca a ideia de impulso, convida a ir adiante. As letras que a compõe também formam a sigla de uma iniciativa que propõe um avanço ao processo de alocação de materiais (veja box) na Empresa. A implantação da proposta, já utilizada nas unidades europeias do Grupo Aperam, tem início previsto para o último trimestre de 2014, para já estar em pleno funcionamento a partir de janeiro de 2015.

Ao longo do ano, profissionais das áreas de Logística Integrada, Tecnologia da Informação e Qualidade dão foco ao desenvolvimento do projeto, definição do modo de operação, validação dos testes e interfaces com o Sistema de Planejamento e Controle da Produção(PCP). “Entre os desafios, podemos citar as adaptações às particularidades de nossa usina, que diferentemente das demais, é integrada. Isso traz como consequência a necessidade de oferecer um sistema com escopo maior”, aponta Maurício Rodrigues, um dos responsáveis pela implantação do projeto.

Para assegurar o sucesso do SIGA, um grupo de profissionais foi deslocado para atuar de forma exclusiva. Nesse contexto, o apoio de especialistas da Aperam Europa tem fortalecido a relação entre as unidades e a expertise envolvida. Entre as vantagens que poderão ser percebidas, está o aumento da agilidade e flexibilização no uso dos estoques, em função das necessidades do negócio. “Podemos observar muitos ganhos, como mais agilidade para aqueles que lidam diretamente com o processo de alocação. A proposta facilita o dia a dia, reduz o retrabalho e melhora nosso tempo de reação frente às demandas dos clientes”, avalia Maurício.

Medida certa

Quando os clientes da Aperam demandam algum material, uma série de fatores deve ser considerada,tais como: largura, espessura, tipo de aço, qualidade, prazo solicitado, entre outros. Após a confirmação do pedido, é preciso verificar os melhores produtos em estoque que atendam às especificações de cada cliente. Como a chegada de materiais e pedidos dos clientes acontece de forma dinâmica, faz-se necessário promover, diariamente adequações nessas alocações. É disso que se trata o trabalho de alocação e realocação de produtos.

“Com o novo sistema, essa atividade ocorrerá de forma mais dinâmica e eficiente. Nosso foco é oferecer soluções simples, buscar oportunidades de melhoria sem perder o conhecimento que já possuímos. Estamos investindo em algo que representa mais agilidade para o atendimento”, aponta o analista consultor, Alexandre Serrano. A iniciativa contribui ainda para reduzir a quantidade de materiais sem alocação no estoque e traz a possibilidade de antecipação da tomada de algumas decisões ligadas ao processo, sempre em busca de melhorias no atendimento e satisfação dos clientes, além de aumentar a agilidade no trabalho.25

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.