Revista Espaço

Tudo sob controle

Melhorias na Aciaria da Aperam South America trazem resultados positivos ao meio ambiente

18

O resultado foi assegurado pelo intenso planejamento das equipes da Engenharia e da Aciaria

19O planejamento detalhado, incluindo reuniões a cada 24 horas para avaliar o andamento e realizar ajustes. Essa estratégia, adotada pelas áreas de Engenharia e a Aciaria, garantiu o sucesso dos trabalhos de recuperação da chaminé do convertedor AODL e de substituição do sistema de desempoeiramento do convertedor MRP-L. Dessa forma, foi possível superar os desafios impostos pelos seis meses de implantação do projeto, inclusive um que não poderia ser controlado pela equipe: a chuva.17

“Executamos o trabalho em área aberta durante o mês de dezembro, marcado pelas chuvas. Para alcançar nosso objetivo, reforçamos as equipes que atuam à noite e organizamos o levantamento das peças maiores, algumas com 10 toneladas, para esse período, quando há menor ocorrência de chuvas’’, aponta o gerente de projetos da área de Engenharia Breno do Amaral Melo. Outro motivo de orgulho para a equipe tratase da conclusão dentro do prazo e sem acidentes. Foram necessários 20 dias e investidos R$ 5 milhões.

Os dois convertedores passaram por intervenção para que retornassem às condições originais. Isso se faz necessário, em média, a cada cinco anos, porque o tempo e a utilização provocam desgastes naturais. “Com o projeto, conseguimos melhorias do ponto de vista ambiental, já que os reparos evitam a saída da poeira gerada para fora do sistema. Isso também reduz a necessidade de paradas causadas por situações como essa”, avalia o gerente de programa e projetos da área de Engenharia, Irimar Novaes.

Compartilhar: