Revista Espaço

Parceria que dá liga

Programa reúne clientes e especialistas da Aperam South America para melhorar, ainda mais, a qualidade dos produtos e o atendimento1

Ferro, carbono e cromo combinados com outros elementos químicos. Esse resumo mostra a receita simplificada que dá origem ao aço, liga metálica sinônimo de resistência, só alcançada pela junção das características de seus componentes. Por isso, a palavra “liga” também lembra união, aliança e parceria. Em busca de resultados que se aproximem, ainda mais, da força que tem o aço, a Aperam criou o Programa Liga, voltado para a participação da Empresa no mercado.

“A iniciativa se apresenta como fundamental para a melhoria dos produtos. Além de considerar o nosso conhecimento do mercado e da aplicação do material, fomos até os clientes e ouvimos, diretamente deles, quais as diretrizes para os próximos anos”, conta o engenheiro de Aplicação da Aperam South America, Caio Pisano.

O ponto de partida do Programa Liga se dá a partir da reunião dos conhecimentos de profissionais da Engenharia de Aplicação e Desenvolvimento de Mercado, Comercial e do Centro de Pesquisas que escutam clientes de diferentes segmentos para entender as mudanças e os rumos do mercado e aprimorar o portfólio da Empresa. Para isso, os principais clientes de cada setor são convidados para um encontro a partir do qual tem origem um dossiê técnico, com as informações levantadas e as melhorias propostas.

Primeiros resultados

Tenneco, Faurecia e Tuper, fornecedoras de equipamentos automotivos, além das montadoras Volkswagen, Mercedes Benz Brasil e Ford, foram os clientes convidados para o primeiro encontro promovido pelo Programa Liga, este ano. Os resultados da conversa contribuíram para a maior aproximação entre Empresa e clientes. O engenheiro de Produtos da Faurecia, João Gabrioli, conta que já havia participado de eventos similares com outros fornecedores, mas não com o detalhamento promovido pelo Programa Liga. Um dos destaques, a conversa sobre sistemas de escapamentos, enfocou a redução das espessuras dos materiais e, consequentemente, a redução de peso. “Dou os parabéns à Aperam pela iniciativa. Sempre que tiverem alguma novidade com relação a novos materiais e/ou processos que os mesmos sejam divulgados à Faurecia. Assim trabalharemos com os materiais que melhor atenderão às necessidades dos clientes, tanto os da Aperam quanto os da Faurecia”, pontua João.

O portfólio da Aperam foi considerado apropriado para atender às necessidades futuras do mercado automotivo. “Na ocasião, enxergamos outras demandas para aumentar a satisfação dos clientes. Como exemplo, podemos citar a realização de um treinamento sobre estampagem, em nosso Centro de Serviços de Campinas, para facilitar o entendimento e utilização do nosso material pelos clientes do segmento”, conta Caio Pisano. Nos próximos meses, os encontros envolverão os setores de Linha Branca, Óleo e Gás e Bens de Capital.

Compartilhar: