Revista Espaço

Brilho, movimento e inovação

Inox garante decoração sustentável e moderna em ambientes internos e externos

6

Bancada desenvolvida pela arquiteta Fernanda Marques contém 600 quilos de inox da Aperam

Vistos de cima ou das laterais. Em cada ângulo observado, os itens de decoração, feitos em inox, convidam a percepções diferentes. E todas elas têm em comum a modernidade aliada à sofisticação, como a estante projetada pela arquiteta Fernanda Marques e produzida pela Mekal com aço inoxidável da Aperam.

Essa parceria também já rendeu outras propostas para decoração como o banco Infinite Steel, criado para a Mostra Black em 2011. Com formas recortadas, traz a sensação de movimento e, além disso, graças ao inox, mostra-se adequado para ambientes internos e externos. “Já venho trabalhando com o inox há alguns anos em parceria com a Mekal. Considero poucos materiais tão contemporâneos como ele”, comenta a arquiteta Fernanda Marques.

Em 2013, um dos destaques da arquiteta na Mostra, uma bancada produzida com 600 quilos de inox, rouba a cena no espaço de 126 metros quadrados decorado com cores claras e texturas rústicas para ressaltar o material. Além da arquiteta, outros nomes da área, como Fabrízio Rollo, Guilherme Torres, Jóia Bergamo, José Roberto Moreira do Valle e Karina Afonso também já reuniram o talento com as potencialidades do inox.

“As parcerias com a Mekal e arquitetos talentosos possibilitam explorar, de forma inovadora e ousada, importantes qualidades do inox como versatilidade, beleza e durabilidade. Os resultados encantam aqueles que acompanham os eventos do setor”, avalia o gerente de Marketing da Aperam South America, Rodrigo Damasceno.


7

A parceria entre Fernanda Marques e Mekal já rendeu prêmios dentro e fora do Brasil

Convidado de honra

Em um evento onde a sustentabilidade aparece em todos os detalhes, seja nos sistemas de reaproveitamento de água, coleta seletiva e destinação correta do lixo, o inox tem presença garantida. O material reciclável compõe diferentes ambientes criados para a Mostra Black 2013, evento anual, em São Paulo, que reúne trabalhos de profissionais das áreas de arquitetura, decoração e paisagismo de todo o Brasil.

 

 


 Na sala com o inox

Os quatro prêmios conquistados no concurso italiano Design & Award Competition 2012 e a vitória na categoria Projeto mais Sustentável, na Casa Cor 2010, mostram alguns dos resultados do encontro do talento de Fernanda Marques com o inox. Formada pela Universidade de São Paulo (USP), em 1988, a arquiteta começou a trabalhar com o aço inoxidável em 2010. Desde então, dedica-se a explorar as características do material, que parece estabelecer uma união harmônica com seu estilo e um interessante desafio profissional. Em entrevista à Espaço, Fernanda conta como é ter o inox entre os destaques de suas criações. Também compartilha orientações para quem deseja fazer dele o protagonista de uma bela decoração.

8

A arquiteta Fernanda Marques iniciou os trabalhos com inox em 2010

Como começou a explorar as potencialidades do inox? O que achou dos resultados obtidos?

Há cerca de três anos, comecei a trabalhar mais intensamente com o aço inoxidável. Com ele, já desenvolvi uma estante, um banco, um aparador e agora a bancada. Existem outros projetos em andamento, que pretendo reunir em uma exposição. Em cada trabalho, aprendo mais a superar os limites do material, a ir além. Na minha primeira criação, dobrei o inox, agora, conferi a ele uma conformação curva. Isso representa uma constante descoberta, o que me agrada muito.

Que aspectos do inox mais atraem a sua atenção?

Em especial, a ambiguidade do material: ultrarresistente, mas também maleável. Possui uma textura que pode variar do fosco ao brilho intenso, além de ser correto do ponto de vista ambiental.

No que se refere à possibilidade de explorar novos formatos e texturas, como o material se comporta?

As possibilidades aparecem de forma bastante ampla. Mas demandam tempo e muito trabalho na metalurgia.

Que papel o inox representa nas tendências para a decoração de interiores?

O inox constitui mais que uma tendência. Permanecerá em uso durante muitos anos. Sua aplicação na construção de móveis cresce e quero ainda trabalhar muito nesse sentido. O inox se adapta bem aos ambientes internos e externos.

Como você avalia as alternativas de uso do material?

Acredito no potencial do inox para a criação de móveis. E o trabalho de profissionais como Ron Arad (renomado designer Israelense) só confirma isso. Gosto do aço inoxidável polido, em contraste com superfícies brutas, especialmente a madeira e as pedras, como no meu ambiente na Mostra Black.

Que orientações você daria para aqueles que pensam em utilizar o inox para decorar a casa?

No caso dos móveis, opte por uma única peça, em local de destaque. Como revestimento, procure contrapô-lo com materiais naturais. O inox costuma combinar bem com itens rústicos, texturas ressaltadas, madeira, pedras e o concreto.

Compartilhar: