Revista Espaço

Medidas para impulsionar mercado

Redução de impostos e investimento em infraestrutura estimulam setores de linha branca e de transportes

O que o setor de linha branca – fogões, geladeiras, máquinas de lavar – tem em comum com o segmento automotivo? Ambos foram beneficiados, em 2012, com reduções no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). No caso dos eletrodomésticos, a decisão do governo assegurou um aumento de 8,5% na produção em relação ao ano anterior. Esse avanço, explica o gerente executivo para segmentos industriais, Daniel Rodolpho Domingues, teve reflexos positivos nas vendas de aço inoxidável para esse setor da indústria.

“Além da redução do IPI, menores taxas de juros e disponibilidade de crédito foram os principais fatores que fomentaram esses mercados. Nosso portfólio de produtos e a localização de centros de serviços próximos dos principais fabricantes de eletrodomésticos também favoreceram o desempenho nessa área”, avalia.

Da mesma forma, o setor automotivo soube aproveitar o momento da redução do IPI. Como o inox compõe 100% dos sistemas de exaustão de motocicletas, veículos leves, caminhões e ônibus produzidos no Brasil, esse segmento de inox da Aperam esteve em alta.

Os avanços obtidos nessas duas linhas não foram, no entanto, registrados em outros importantes setores que demandam nosso aço inoxidável, especialmente em razão da concorrência exercida por produtos importados. Por essa razão, as vendas totais da Empresa em 2012 ficaram abaixo do volume previsto.

Perspectivas

Apesar do desempenho geral insatisfatório no ano passado, as perspectivas são favoráveis. Daniel relaciona, por exemplo, a utilização do aço inoxidável em vagões de passageiros de trens urbanos e metrôs e vagões para transporte de minério, alimentos e fertilizantes. Para se ter uma ideia, cada carro dos trens de passageiros requer de oito a nove toneladas de chapas de inox.

O gerente afirma ainda que os investimentos para os grandes eventos internacionais sediados no Brasil – Copa do Mundo de Futebol e Olimpíadas – abrem novas possibilidade para a Aperam. “O segmento de transportes deve entrar em um ciclo de crescimento, puxado pelos investimentos em infraestrutura das cidades e dos estados para o transporte de cargas”, analisa.


Estímulo ao consumo

O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) é uma taxa que incide nos artigos nacionais e estrangeiros produzidos pelas indústrias. Em 2012, o Governo Federal reduziu o percentual do imposto para itens da linha branca e automóveis como forma de estimular o consumo, fortalecer a economia e fazer frente à crise econômica que abalou a economia mundial. A medida, com prazo previsto para encerramento em dezembro de 2012, foi prorrogada até junho de 2013 para os eletrodomésticos. Com relação aos carros, o imposto retorna de forma escalonada a partir de janeiro de 2013.

Compartilhar: