Revista Espaço

Um medalhista entre nós

Empregado da Aperam South America faz do esporte uma ferramenta para crescer no trabalho e nos estudos12

Praticante do jiu-jitsu há quatro anos, Ed Roger Marcos tem uma rotina puxada. O instrumentista da área de Laminação a Quente concilia, com disciplina e dedicação, trabalho, estudos e esporte.

Em setembro, foi a hora da recompensa. Ed Roger arrebatou o primeiro lugar no campeonato nacional de jiu-jitsu e graduou-se na faixa azul. “É uma sensação única, incomparável”, relembra.

Além do trabalho e dos treinos, a agenda do campeão se completa com os estudos de Engenharia Elétrica, na Unileste, onde Ed Roger cursa o oitavo período. Segundo ele, o segredo para tudo dar tão certo é justamente o jiu-jitsu. A arte marcial o ensina a manter a disciplina e a disposição. “Conciliar tudo não é fácil, mas o esporte ajuda bastante”, afirma. Para Ed Roger, o jiu-jitsu aumenta a autoestima e a autoconfiança, diminui o estresse, desinibe e acalma ao mesmo tempo, além de ser uma defesa pessoal.

13

Ed Roger concilia, há 4 anos, o trabalho de instrumentista e os treinos de jiu-jitsu

“Comecei a praticar como um hobby, o esporte trouxe melhorias do meu rendimento no trabalho, nos estudos e na relação com os colegas. Outro ponto importante é que o jiu-jitsu estimula a concentração e o foco em meus objetivos, dentro e fora da Empresa”, conta Ed Roger.

O supervisor de Manutenção, Érico Carneiro, trabalha com Ed Roger há 3 anos e concorda com a tese. “O trabalho dentro de uma empresa e a prática esportiva exigem proatividade e disciplina. E assim, como nos treinamentos, os resultados e as vitórias dentro de uma empresa, também acontecem”, ressalta.

Compartilhar: