Revista Espaço

Novas possibilidades

Fundação Aperam Acesita prepara instituições de Timóteo para pleitear e receber recursos federais

17

Fundação Aperam Acesita capacita instituições de Timóteo para buscar recursos federais

O Governo Federal criou, há quatro anos, o Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (Siconv), com o objetivo de descentralizar a gestão de recursos públicos e possibilitar, de maneira igualitária, o acesso a entidades públicas e privadas de todo o país. Focada em garantir às instituições de Timóteo e região maiores chances de conquistar tais recursos, a Fundação Aperam Acesita realizou, em novembro, curso teórico e prático sobre o Siconv. Iniciativa que coloca em prática uma das premissas da Fundação, como explica a coordenadora de Projetos, Neide Barbosa Morais Alvarenga. “Nossa ideia é oferecer a essas organizações instruções para o seu cadastramento no portal e a correta inscrição dos projetos. Os critérios de seleção são rigorosos, mas ao prepararmos os grupos para essa seleção, garantimos que eles tenham as mesmas chances que as demais instituições”, ressalta.

A facilitadora do curso, Rosana Pereira, viaja por todo o Brasil palestrando sobre o Siconv. Ela é uma das multiplicadoras oficiais do Sistema, habilitada pelo Ministério do Planejamento. Para a palestrante, o preparatório é uma iniciativa de grande importância. “Desde o lançamento do Siconv, em setembro de 2008, muitas entidades buscam informações para captarem recursos federais. Entretanto, é um sistema complexo, que demanda conhecimento de seus fundamentos e capacitação para utilizá-lo. O curso ajuda as entidades a adaptarem seus projetos às demandas federais e competirem por essas verbas com melhores chances”, destaca.

Segundo Neide, o curso preparatório é ainda uma complementação das ações do Edital de Projetos, promovido no primeiro semestre, pela Fundação Aperam Acesita. “Por meio da capacitação para o Siconv, possibilitamos às organizações que não foram agraciadas pelo edital, o acesso a informações e orientações que podem contribuir para a ampliação das oportunidades de captação de recursos”, destaca.

As instituições que participaram do edital já haviam feito a elaboração de um projeto. A ideia era que elas pudessem adaptar algumas informações para se inscreverem no Sistema, seguindo as orientações da palestrante. Nesse sentido, as organizações tiveram a oportunidade de se credenciar no portal. No caso daquelas que já estavam credenciadas, mas que apresentavam alguma pendência, houve a possibilidade de adaptação para atender aos critérios do Siconv. Agora, com o credenciamento correto dos projetos, as entidades estão habilitadas para as próximas etapas do Sistema.


Em sintonia

Em sintonia A Associação dos Agricultores Familiares do Córrego do Celeste e região do Vale do Aço, na zona rural de Timóteo, participou, ao longo do ano, de diversas oportunidades de capacitação e desenvolvimento de projetos. Em novembro, foi a vez da Associação se inscrever no Siconv. Para a presidente do grupo, Marlene Imaculada Carlos, receber verbas federais vai ampliar o alcance das ações já realizadas na região. “Com o curso, estaremos mais preparados para conquistar esses recursos”, vislumbra.

Compartilhar: