Revista Espaço

Aprovado com louvor

Projeto Estudar forma quase duas mil pessoas no Ensino Médio, em 14 anos

14

Projeto Estudar é finalizado com sucesso em Timóteo

Aproveitar as oportunidades no momento em que aparecem é um dos princípios que permitiu ao operador de subestação da área de Distribuição de Energia Elétrica, José Fernando Pinto, alcançar boa parte dos seus objetivos pessoais e profissionais. Empregado da Aperam South America desde 1998, Fernando foi convidado, no início dos anos 2000, para participar do Projeto Estudar e concluir o Ensino Médio. A participação de Fernando no Estudar representou a reaproximação com os livros e com a vontade de aprender. Após concluir o Ensino Médio, ingressou na faculdade de Direito, em 2006. Cinco anos depois, concluiu o curso superior e foi aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Fernando também realizou outro grande desejo: escrever seu primeiro livro. “Sonhos e Poesias” será lançado no primeiro semestre de 2013. Atualmente, o operador é voluntário da Fundação Aperam Acesita. Ele visita escolas, onde compartilha suas experiências, aguçando o espírito empreendedor de crianças e adolescentes para valorizar os estudos.

Exemplo que ensina

Fernando é apenas um dos muitos bons frutos do Projeto Estudar e do projeto Capacitar, nome dado à versão do programa no Vale do Jequitinhonha. Ao longo dos últimos 14 anos, a iniciativa permitiu que outros 1.878 empregados em Timóteo (Vale do Aço), Itamarandiba e Capelinha (Vale do Jequitinhonha) concluíssem o Ensino Médio. Para o gerente executivo de Recursos Humanos, José Anísio Cabral, os reflexos do Estudar vão além do ambiente de trabalho. “O impacto é expressivo. O profissional que tem um nível de estudo mais alto entende melhor, até mesmo, as normas de segurança. Nesse sentido, a equipe ganha. Além disso, a conclusão dos estudos faz com que todos se sintam mais engajados na sociedade, num patamar igualitário”, destaca.

15

João Conrado, aluno do Projeto Estudar, exibe, orgulhoso, o diploma de conclusão do Ensino Médio

A metodologia do programa, destinado a empregados da Aperam e de prestadores de serviço, agrupa os conteúdos em módulos. Assim, os alunos podem concluir cada disciplina de maneira organizada, sem que os horários das aulas atrapalhem as rotinas da família e de trabalho. A formatura da última turma do projeto Estudar, realizada em Timóteo, no mês de dezembro, representa, para a Fundação Aperam Acesita, a sensação de dever cumprido, conforme relata a coordenadora de Projetos, Salete Silva Figueredo. Afinal, a iniciativa possibilitou que 93% dos empregados da Aperam tenham, hoje, o Ensino Médio completo. “O projeto foi além das nossas expectativas. Alcançamos um número grande de participantes e trouxemos a eles a oportunidade de retomar os estudos. Agora, nossa ambição é que eles deem continuidade na busca por conhecimento e sabedoria”, afirma. No Vale do Jequitinhonha, as atividades do projeto Estudar continuarão em 2013.

Novos frutos do projeto

A iniciativa também beneficiou empregados de fornecedores, como a Lomae.Andrelino dos Reis Silva, supervisor de Transportes, destaca a importância do programa. “A partir do Estudar, conseguimos adequar nossos empregados aos requisitos mínimos para suas funções”, afirma. João Conrado dos Reis, faturista de matérias-primas, concluiu o Ensino Médio na última turma do projeto. Durante três anos, correu atrás do tempo perdido e realizou o sonho de se formar. Segundo João, o resultado é um presente para si mesmo e para sua família. “Quando eu era mais jovem,tive que optar pelo trabalho.Hoje, realizei um grande sonho, graças ao apoio dos meus colegas e de toda a minha família. Futuramente, quero ir além e conquistar novos objetivos”, planeja.

Compartilhar: