Revista Espaço

Sustentabilidade entra em casa

Seminário do programa Andanças ensina a tornar o­ ambiente ­familiar ­mais ­econômico ­e responsável

20

Participantes do seminário aprendem a montar uma pequena horta domiciliar

Para a Aperam South America, a sustentabilidade deve guiar não só a sua dinâmica diária de produção, mas também a sua atuação nas comunidades, promovendo o­ desenvolvimento ­socioeconômico ­das regiões­ onde­ está ­inserida. ­Mas ­e­ se­ esse conceito de sustentabilidade, tão recorrente no universo empresarial, pudesse ser praticado na rotina familiar de cada um?

Essa é a pergunta que motivou as discussões ­do ­18º seminário­“ Jornadas ­para uma ­Vida­ Sustentável”, ­promovido­ pela Associação dos Aposentados e Pensionistas de­ Timóteo,­ em­ parceria ­com ­a Fundação Aperam Acesita, no início de outubro. O evento é parte do calendário do Programa Andanças, que visa à integração social de idosos por meio de atividades com foco em saúde, cultura, capacitação e lazer.

Durante ­cinco ­dias, ­mais­ de­ 500­ pessoas,­ de toda a comunidade, participaram de atividades com o objetivo de propor alternativas para tornar a dinâmica familiar ­mais ­econômica ­e ­responsável.­ O ­curso ­se­ dividiu­ em ­três módulos:­ Alimentação Saudável, Gestão Financeira/ Consumo ­Consciente ­e ­Cultivo ­de ­Horta.­ “O desenvolvimento das regiões em que a Empresa está inserida passa pelo desenvolvimento das pessoas que ali vivem. Ao incentivarmos uma gestão financeira, o consumo consciente e o contato direto com a natureza, estamos colaborando para que ­esse ­objetivo ­seja ­alcançado”,­ destaca Venilson Vitorino, presidente da Fundação Aperam Acesita.

“A proposta era possibilitar que os participantes vivenciassem todo o conteúdo transmitido, para que, de maneira prática, eles pudessem internalizar e multiplicar as informações”,­detalha­ a ­coordenadora ­de projetos ­da ­Fundação,­ Márcia­ Ferreira.­

Para­ Maria­ Perpétua ­de ­Melo, participante do programa Andanças há 15 anos, os temas abordados são muito importantes para adquirir hábitos mais saudáveis. “Eu me preocupo bastante com minha alimentação. Gostei muito das palestras e atividades sobre horta­ domiciliar”,­ conta.

Também­ participante ­do Andanças, ­Cór Maria­ das ­Graças­ Silva ­pretende ­levar­ o ­que aprendeu no seminário para outro projeto da Fundação Aperam Acesita, o Construindo o Saber, onde atua como educadora voluntária. “Além de ensinar pessoas da terceira idade a ler e escrever, nós buscamos realizar outras atividades que podem proporcionar aprendizado para os participantes. Acredito que os temas abordados no seminário serão de­ grande­ interesse para ­meus ­alunos”,­ afi­rma.

 

Compartilhar: