Revista Espaço

Qualidade e beleza também põem mesa

Reforma ­nos restaurantes garante mais eficácia e transparência ao serviço de alimentação

5

Com a reforma, a cozinha central fi cou visível a todos os empregados

Mais ­bonitos ­e ­completos.­ Assim ­estão as cozinhas e restaurantes da Usina da Aperam­ South­ America,­ em ­Timóteo.­ Após quase um ano e meio de reformas, os espaços ganharam nova estrutura para garantir o melhor atendimento aos empregados.

Nos restaurantes, houve troca dos telhados­ (agora ­feito ­com ­telhas­ inox),­ pisos e janelas, além de readequação do layout­ interno possibilitando ­uma ­melhor movimentação de pessoas. Outra novidade está ­na ­visualização­ da ­cozinha: ­agora,­ enquanto almoçam, os empregados podem ver a produção dos pratos do dia.

“Oferecer sempre a melhor alimentação aos empregados é uma das nossas expectativas. Em parceria com a Sodexo/ Puras, servimos, mensalmente, mais de 100 mil serviços, entre refeições e lanches. Além de equilibrar quantidade e qualidade, buscamos oferecer também diversidade de­ produtos”,­comenta ­Girlândia ­Alves,­ nutricionista da Aperam.

Ela destaca, ainda, que tanto a cozinha quanto os restaurantes estão em conformidade com a Agência Nacional ­de­ Vigilância­ Sanitária­ (Anvisa)­ e com o Programa de Alimentação do Trabalhador­ (PAT).­“ Além­ disso, contam os com cinco nutricionistas, que se revezam durante os turnos e acompanham todos os ­serviços”,­destaca.


Melhor para trabalhar

As reformas também beneficiaram a equipe da Sodexo/Puras. O espaço da cozinha central da Usina foi reestruturado e agora conta com câmaras de refrigeração reformadas e uma nova câmara para hortifrutigranjeiros.

A gerente de unidade da Sodexo/Puras, Irene ­Martins,­destaca, ­entre­ os ganhos,­a maior luminosidade na cozinha. “A reforma possibilitou mais segurança alimentar, reduzindo o risco de contaminação dos produtos. Com um ambiente de trabalho mais claro, por exemplo, conseguimos manusear melhor os alimentos. Além disso, o local está muito mais seguro para nós,­ que ­trabalhamos ­na ­cozinha”,­ afi­rma.

Para­ o­ operador ­da ­Aciaria,­ Ronaldo dos Santos Camilo, um dos pontos positivos da reforma é a possibilidade de observar a cozinha durante o horário de almoço. “Ao acompanhar o preparo dos alimentos, percebemos como a equipe tem grande cuidado com as nossas refeições. Assim, nos sentimos ainda mais seguros ao almoçar nos restaurantes ­da ­Usina”,­ opina.

Compartilhar: