Revista Espaço

O mercado da vez

Superioridade­ técnica ­e ­econômica ­do ­inox­ é destaque na Fenasucro, maior evento do setor sucroalcooleiro no país

Condensadores, lavadores de gás, cambotas, mesas alimentadoras, esteiras metálicas, condutores de bagaço. Esses equipamentos característicos das indústrias produtoras de açúcar e álcool que exigem materiais com alto nível de resistência ao desgaste e corrosão vêm, pouco a pouco, ganhando nova cara, com a opção das usinas pelo uso do aço inoxidável em substituição ao aço ao carbono.

“O inox apresenta o melhor custo benefício para algumas etapas do processo de fabricação sucroalcooleiro por sua alta durabilidade e baixa perda de espessura em relação­ ao aço-carbono”,­explica­ o­ pesquisador de Aços Inoxidáveis da gerência executiva de Pesquisa da Aperam South America,­ Joner ­Alves.

No setor, o uso envolve, principalmente, o ­aço ­K03­ (410D), ­de ­excelente ­resistência à corrosão e abrasão. “Os resultados comprovam, de forma significativa, a superioridade­ técnica ­e ­econômica ­do ­uso do ­inox ­no ­setor­ sucroalcooleiro”,­ destaca o engenheiro de Aplicação da Empresa, Lúcio­ Bailo.­ O ­material­ permite ­o ­aumento do tempo de safra e a redução de paradas dos equipamentos para manutenção, resultando em mais segurança no trabalho, redução de custos no processo final e produtos de melhor qualidade e eficiência térmica.

Para abastecer o mercado em expansão, a Aperam tem investido na pesquisa e viabilização de novas aplicações para o K03.­ O­ produto ­vem ­sendo ­testado,­ por exemplo, em calhas de vedação para rolo de moenda, trilhos do carro de transporte de açúcar, chapas da mesa alimentadora de cana, curvas dos economizadores de caldeira,­ entre outros.­“Para­2013,­devemos comercializar aproximadamente 18 mil toneladas de inox, em planos e tubos para o setor sucroenergético, nos aços K03,­ K39MD,­ K44 ­e ­austeníticos”,­projeta o ­gerente ­executivo ­de­ Desenvolvimento ­de ­Mercado ­e Assistência­ Técnica,­ Roberto­ Guida.


Vitrine qualificada

As vantagens que o aço inoxidável leva para as usinas de açúcar e álcool foi tema das apresentações que a Aperam South America fez durante a 20ª edição da Fenasucro & Agrocana. O evento reuniu representantes de usinas e empresas fabricantes, além de fornecedoras de equipamentos, produtos e serviços, para demonstrar e discutir as tendências e novidades do setor sucroenergético.

3

Estande da Aperam montado na Fenasucro foi onde equipe da Aperam recebeu profissionais e clientes interessados

No estande da Aperam, pesquisadores, engenheiros de aplicação e analistas de negócios conversaram com profissionais e clientes sobre o uso do inox nas usinas e destacaram as novas aplicações em lavadores de gases e em colunas de sulfitação, processo químico fundamental para a produção. “A Fenasucro é muito importante para a Aperam, pois é um ótimo momento para reforçar o relacionamento com nossos clientes, fazer contatos comerciais, trocar informações e tecnologias e discutir novas oportunidades para o inox, além de conhecer as inovações do ­setor­ e ­expor ­nossos­ produtos”,­ afi­rma Roberto­ Guida.

Realizada­ entre ­os ­dias ­28 ­e­ 31 ­de agosto, a edição 2012 da Fenasucro foi promovida no Centro de Eventos Zanini, em­ Sertãozinho ­(SP), município­ que,­ ao lado ­de ­Ribeirão ­Preto,­ é ­importante ­polo sucroalcooleiro, com grande parte da tecnologia e conhecimento para inovação e manutenção do setor.

“Este ano, em especial, tivemos uma ótima visitação em nosso estande, o que demonstra que o aço inoxidável é cada vez mais visto como solução, e não custo. Antevemos projetos para a próxima entressafra, com boas novidades e perspectivas”,­conclui ­Guida.

Compartilhar: