Revista Espaço

Na trilha do bem-estar

Espaço do Oikós é aproveitado pela comunidade para a prática de caminhadas

22

Acompanhada da filha Camila, Cláudia Vasconcelos caminha diariamente no Oikós

Há alguns anos, a dona de casa Cláudia Vasconcelos trocou o concreto das ruas de Timóteo pelo verde das trilhas do Centro de Educação Ambiental da Aperam South America, o Oikós. Desde então, ela mantém a saudável rotina de caminhar todas as manhãs, sempre por volta das 7h.

“Fazer caminhada no Oikós é muito mais tranquilo e prazeroso. Podemos respirar um ar mais puro, ter maior contato com a natureza e conviver com outros caminhantes. Além disso, não temos que nos preocupar com o fluxo de carros e o perigo do trânsito”, explica Cláudia.

Percebendo o aumento no número de interessados e frequentadores, a equipe Fundação Aperam Acesita, que administra o Oikós, iniciou um trabalho para controle do fluxo de pessoas que utilizam o local para caminhar. Lançado em 2012, o projeto recebeu o nome “Caminhando no Oikós”. A iniciativa conta, atualmente, com mais de 120 pessoas da comunidade cadastradas.

Segundo coordenadora de projetos da Fundação, Juliana Jácome, o principal objetivo do programa é garantir mais segurança aos caminhantes em suas atividades físicas. “Abrimos novas trilhas no Oikós, mais amplas e adequadas. Também passamos diversas recomendações para os caminhantes, como não fazer as trilhas desacompanhados e sempre carregar um aparelho celular”, exemplifica.

Para Cláudia Vasconcelos, a preocupação com a segurança é um grande incentivo para caminhar no Centro de Educação Ambiental da Empresa. “As orientações dadas pela equipe demonstram que a Empresa está atenta à segurança dos caminhantes. E nós também fazemos nossa parte, seguindo os procedimentos e ajudando a preservar o local”, afirma.

Caminhando em grupo

O aposentado da Empresa, Luiz Carlos Alberice, conta que começou a caminhar há quase sete anos, quando o médico lhe indicou uma atividade física “relaxante e contínua”. Em busca de um ambiente mais propício para se exercitar, ele decidiu experimentar há alguns meses o Oikós. Lá, conheceu um grupo de pessoas que se reúne diariamente para andar pelas trilhas do lugar. “Acabei entrando para a turma e, desde então, sempre caminhamos juntos. Somos um grupo de pessoas muito diferentes, que não se conheciam anteriormente, mas que hoje são bastante unidas”, afirma.

Para incentivar essa integração, a equipe da Fundação promoveu, em setembro, o 1º Encontro dos Caminhantes, uma espécie de confraternização entre as pessoas que frequentam o lugar. Realizado em um sábado, o evento contou com circuito de arvorismo e ofereceu avaliações físicas para os participantes, que também ganharam um café-da-manhã reforçado. “Pretendemos fazer mais atividades como essa, para incentivar a comunidade a conhecer e a frequentar o Oikós”, pontua Juliana Jácome.

Compartilhar: