Revista Espaço

A riqueza que vem da floresta

Aperam Bioenergia promove desenvolvimento das comunidades, apoiando a criação de associações de apicultores na região e cedendo espaços para coleta de mel19

A formação de uma rede de produção apícola estruturada, com áreas de extração de mel bem definidas, produtores integrados em cooperativas e capacitados a administrar a gestão e venda do seu produto são as principais metas do Projeto de Apicultura, desenvolvido pela Aperam Bioenergia.

Pela iniciativa, a Empresa cede áreas de reflorestamento para que produtores da região­ do­ Jequitinhonha ­instalem­ colmeias para a coleta de mel. Ao mesmo tempo, apoia a capacitação dessas pessoas com treinamentos e orientações sobre apicultura, administração de recursos e gestão da associação, propiciando a formação de um negócio forte e rentável.

Segundo a analista administrativo da Aperam Bioenergia, Fernanda Correia, o projeto surgiu como forma de fomentar o crescimento sustentável da apicultura na região, tendo em vista que a atividade já apresentava grande representatividade na economia local. “O projeto reproduz a proposta da Aperam Bioenergia de trabalhar pelo desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida­ das ­comunidades ­nas­ área s­em ­que ­atua”,­ ressalta Fernanda.

A parceria é registrada em contrato que, além da formação de uma associação de produtores, exige o cumprimento de uma série de regras, como o mapeamento das áreas utilizadas na produção, identificação das colméias e transportes utilizados, segurança no trabalho, respeito ao meio ambiente e participação nos cursos disponibilizados.

Vantagens mútuas

18

Aperam Bioenergia oferece treinamento para apicultores do Vale do Jequitinhonha com intuito de aumentar a produção local

Os objetivos do Projeto de Apicultura foram alcançados em Itamarandiba, com a formação da Associação Apícola de Itamarandiba ­(Apita).­Hoje,­ a­ cooperativa,­ que­ conta­ com­ 48­ apicultores,­tem ­produção regular e estruturada e está entre as dez maiores do país nesse segmento, produzindo cerca ­de­ 400 ­toneladas ­anuais ­de­ mel.­­

“O apoio da Aperam permitiu o aumento da produção e o consequente incremento na ­nossa ­renda.­Hoje,­ eu ­e ­meus ­colegas temos condições de oferecer uma vida melhor ­às­ nossas ­famílias”, ­comemora­ o presidente ­da Associação, ­Oliveira­ Rocha.­

“O exemplo da Apita é muito interessante. Além de fomentar o sucesso dos profissionais que conseguiram estruturar um negócio e hoje até exportam seu produto, a cooperativa também beneficia a comunidade, já que o mel repassado à Empresa é distribuído entre empregados e instituições­ sem ­fi­ns ­lucrativos ­das ­cidades”,­ destaca a analista administrativa da Aperam Bioenergia,­Regisllainy­ Cobucci.­

Referência

Os bons resultados da Apita têm inspirado outras ações de apoio à apicultura nos municípios da região. Para os próximos meses, está prevista a assinatura do contrato de parceria com a Associação de Apicultores­ de ­Mendonça ­(AAPM),­ distrito de Veredinha, que também contará com a assessoria da Aperam Bioenergia para sua melhor estruturação.

Compartilhar: