Revista Espaço

Palco aberto para os talentos

Projeto Ponto da Música oferece visibilidade a artistas da Empresa e da comunidade

27

Cantora Mariana Rodrigues foi uma das atrações da última edição do Ponto da Música

A cada dois meses, o projeto Ponto da Música, da Fundação Aperam Acesita, abre as portas do Centro Cultural para apresentações de bandas e músicos de Timóteo e região. A iniciativa tem como principal proposta a divulgação e valorização da produção musical local, oferecendo oportunidades para que eles possam demonstrar os seus talentos.

Segundo a coordenadora de projetos, Marilene ­de ­Lucca, ­além ­do­ espaço para os shows, a Fundação oferece toda a infraestrutura, equipe técnica e bilheteria, se o artista quiser cobrar pela performance. “O show é divulgado em nossa agenda bimestral e na mídia local, o que dá visibilidade aos participantes”, completa.

O pianista Breno Silva, de 19 anos, apresentou-se­ na primeira­ edição ­do ­Ponto da Música, em março, com sua banda Negro ­Gato. ­“Aquele ­palco ­aconchegante e o ambiente de teatro eram justamente o que nós estávamos procurando. E o público presente também foi muito bom”, destaca.

Para o jovem músico, a emoção foi ainda maior quando soube que poderia utilizar o ­piano ­de ­cauda ­da ­Fundação.­“ É­ um instrumento pouco acessível e eu nunca havia­ tido­ a chance­ de tocá-lo­ publicamente.­ Foi uma experiência incrível”, conta.

Colega de banda de Breno, o guitarrista e violonista Cris Fernandes gostou tanto que decidiu repetir a dose e buscou novamente o apoio do projeto, dessa vez com o conjunto Trio Pau e Cordas. “O Ponto da Música é uma iniciativa muito importante para incentivar a produção cultural da nossa região. Fico feliz em ver que a Empresa onde trabalho oferece esse espaço para empregados e comunidade”, afirma o músico, que também é operador ­na ­Laminação­ de­ Aços ­Elétricos­ da Aperam South America.

Com três edições realizadas, o Ponto da Música já recebeu as bandas Negro Gato,­Trinca­ de ­Bares, ­Ministério­ Grato Soul, Naamã, Trio Pau e Cordas e a cantora Mariana­ Rodrigues.­ A ­próxima­ edição ­está­ prevista para 29 de setembro, com a Banda Novidade, formada por empregados da Aperam,­ e­ a ­cantora Dêna­ Guimarães.

Para saber mais sobre o projeto ou cadastrar o seu trabalho, entre em contato com ­a­ equipe­ do ­Centro­ Cultural­ pelo ­3849- 7744­ ou ­no­ inox.fundacao@aperam.com.

28

Fundação abre portas do seu teatro e oferece toda a infraestrutura para artistas da região mostrarem seus talentos, como o Trio Pau e Cordas


Visão do negócio

Em­ parceria ­com ­o ­Sebrae-MG,­ a Fundação Aperam Acesita está à frente de outra iniciativa focada no estímulo à produção cultural da região. O projeto Empreendedorismo Cultural em Coronel Fabriciano e Timóteo, que conta com o apoio das duas prefeituras, investe na profissionalização de grupos artísticos das cidades, introduzindo conceitos de mercado e gestão.

No primeiro semestre, houve palestras sobre “Empreendedorismo rumo ao próprio negócio” e “Empreendedor Individual”, além de oficina sobre “Plano de negócios”. “O projeto teve boa aceitação e os participantes estão muito envolvidos. Para o segundo semestre já estão programados os cursos Elaboração de “Projetos” e “Nosso Negócio é Música”, “Gestão e­ Produção ­Cultural”,­ além­ de um seminário sobre economia criativa, comenta ­Marilene ­de ­Lucca.

Compartilhar: