Revista Espaço

Reforço em dose dupla

Aços duplex da Aperam South America ganham espaço na indústria de papel e celulose

O Brasil ainda é preponderantemente importador de aços inoxidáveis duplex. Mas esse cenário vem mudando, com a atuação da Aperam South America no segmento de papel e celulose. “O aço duplex que produzimos atende a todas as especificações técnicas para aplicação nesse setor e, por isso, pode substituir seu similar importado. Estamos entrando em um mercado que nos abre grandes oportunidades”, afirma o engenheiro de Aplicação da Aperam South America, Oswaldo Celestino.

O processo de substituição dos duplex importados tem avançado significativamente. Desde 2010, cerca de mil toneladas do material foram fornecidas para a fabricação de equipamentos como digestores e tanque de licor pesado, utilizados na indústria de papel e celulose.

A opção pelo uso do aço inoxidável duplex nesses equipamentos está relacionada à agressividade dos processos que ocorrem nos meios de operação e pela submissão a pressões extremas. O inox possui excelente resistência mecânica e à corrosão, características ampliadas nos tipos duplex, que ainda proporcionam redução de custos, em relação às ligas normalmente utilizadas.

Um exemplo é o digestor produzido pela metalúrgica Goudard (foto), um dos primeiros projetos a utilizar o aço inoxidável duplex UNS S32304 da Aperam South America, que teve sua espessura reduzida pela metade, em relação aos equipamentos produzidos em aço ao carbono. “Além da redução no peso para verticalização do digestor, o cliente final terá menores custos de manutenção devido ao desgaste por abrasão, uma vez que o inox duplex é mais resistente”, declara o engenheiro industrial mecânico da Goudard, Ciro Hugen.

1

Digestor de madeira fabricado pela metalúrgica Goudard usou aço inoxidável duplex da Aperam South America


Filão de mercado

Para o engenheiro Oswaldo Celestino, a proximidade física com os parceiros favorece a Aperam South America. “Eles têm a opção de importar, mas se temos o material no portfólio, preferem comprar conosco”, reitera. A flexibilidade nos prazos de entrega e qualidade da assistência técnica também agregam valor ao atendimento da Aperam e constituem fator decisivo da compra.

A produção crescente do aço inoxidável duplex evidencia a perspectiva de aumento do market share dentro do segmento. O primeiro grande volume produzido pela Aperam South America, em 2010, foi de 600 toneladas. No ano passado, esse número saltou para 1.357 toneladas. Essa mesma quantidade foi atingida já no primeiro trimestre de 2012 e, até o final do ano, deve chegar a quatro mil toneladas produzidas.

O aquecimento da indústria petroquímica – com as explorações do pré-sal na Bacia de Santos –, e a perspectiva de aumento na produção de celulose e papel, até 2020, garantem que a demanda por aços inoxidáveis duplex se manterá em alta no Brasil. Segundo o pesquisador do Centro de Pesquisas da Aperam South America, Reginaldo Barbosa, até 2013 serão necessárias 14 mil toneladas para atender ao mercado. “Apesar de ter suas propriedades conhecidas há muito tempo, o aço inoxidável duplex tem ganhado maior evidência, em razão das necessidades atuais desses setores industriais”, avalia.

Compartilhar: